25 C
Vitória
terça-feira, 31 março, 2020

Ameaçada e deserdada por amor a Cristo

- Continua após a publicidade -

Mais lidas

Atletas mantêm vagas para os Jogos Olímpicos em 2021

COI confirmou que os atletas já classificados para os Jogos Olímpicos tem vaga assegurada. A nova data do evento será de 23 de julho a 8 de agosto de 2021

Consultor da Red Bull queria que os pilotos pegassem a COVID-19

O conselheiro de automobilismo da Red Bull, Helmut Marko, queria que os pilotois de formula 1 de sua equipe, fossem infectados com o COVID-19

McLaren vai produzir 10 mil ventiladores respiratórios

Equipe de Fórmula 1 disponibilizou a fábrica de carros junto com outras empresas para fabricar equipamentos médicos para ajudar as vítimas da Covid-19

Abertura dos jogos olímpicos acontecerá em julho de 2021

Os Jogos Olímpicos de Tóquio têm nova data definida para serem realizados: de 23 de julho a 8 de agosto de 2021 na capital japonesa

No Oriente Médio, a cultura masculina predomina. Nessa realidade, qualquer mulher que se decida por Cristo é vista como desonra para a família e digna de ataques

Uma cristã de origem muçulmana, cuja identidade não pode ser revelada, arriscou tudo para manter sua fé em Cristo e, agora, ajuda outras mulheres. Em entrevista à Portas Abertas, Aizah revelou os desafios de mostrar sua fé em um ambiente tão fechado ao evangelho, como os países do Oriente Médio. Saiba mais sobre esta história, e ore juntamente conosco por esta irmã.

“Se você é uma mulher nascida em uma família muçulmana e você se torna uma seguidora de Jesus, então você envergonha seu pai, seu irmão e toda a família. Eles vão lhe dizer que você é uma infiel, que você traz vergonha”, conta Aizah. Quando era adolescente, Aizah conheceu uma cristã: “Eu gostava muito dela. Eu vi que ela era boa, e não entendia porque ela não era muçulmana. Eu tentei evangelizá-la, transformá-la em muçulmana”, revelou. Mas, então, algo aconteceu: Aizah acabou se apaixonando pela Bíblia.

Quando Aizah contou a seu pai sobre sua conversão a Cristo, ele disse: “Você vai perder tudo. Você perderá sua mãe, seu irmão e irmã e ninguém falará com você”. No dia seguinte, o pai de Aizah confiscou seu carro. Aos seus olhos, Aizah havia sofrido uma lavagem cerebral. “Ele ordenou que eu ficasse em casa por dez dias e não teria contato com os cristãos. Ele esperava que eu voltasse ao islã”, contou Aizah.

Durante esse período, ela não podia comer com a família. Ninguém falava com ela. Mas apesar dos esforços de seu pai, Aizah não desistiu da fé, então, sua família a deserdou. “Eu fui à igreja e quando voltei para casa, minha mãe disse que meu pai poderia me matar. Então, eu saí com apenas as coisas que eu poderia colocar na minha mochila”, relembrou a cristã.

Mesmo quando nos falta ânimo, disposição e fé é possível é possível voltar-se ao primeiro amor

Socorro para outras mulheres

Aizah encontrou refúgio com outros cristãos. Agora, a jovem é parceira da Portas Abertas e oferece apoio a mulheres que, como ela, enfrentam perseguição por causa de sua fé e gênero. Aizah explicou: “Quando as mulheres são expulsas de casa, elas perdem a honra. Elas não têm escudo protetor, nem pai ou irmão para defendê-las. Em nossa cultura, as pessoas acham que uma mulher como essa merece ser atacada”.

“Eu nunca tinha ouvido falar de nenhuma outra organização que tenha dito que vai trabalhar para mulheres. Isso é muito ousado. Vivemos em uma cultura masculina. Mas a Portas Abertas está dizendo que luta ao lado das mulheres”, contou a cristã. A visão da Portas Abertas é que toda mulher que é perseguida por sua fé e gênero deve ser vista, valorizada e empoderada para alcançar seu potencial dado por Deus. Continue orando por Aizah e por todas as cristãs que enfrentam perseguição e preconceito.

*Com informações de Portas Abertas


Leia mais

Fé e esperança de um menino de 7 anos
Como defender sua fé

- Continua após a publicidade -

Revista Digital

- Continua após a publicidade -

Fique Por Dentro

26 de março: live – Como inovar na igreja em tempos de disruptura

Nesta quinta (26), as 19h, vai acontecer a primeira live da série "O efeito da liderança na crise” com Josué Campanhã, diretor da Envisionar e Thiago Faria

Novo Som faz show online

Devido a quarentena por causa do coronavírus, a banda vai estar ao vivo no sábado (28) a partir das 20h. Será transmitido pelo Instagram e Facebook

Coronavírus: Os eventos evangélicos que já foram cancelados

Devido a pandemia que se instalou no país por conta da Covid-19, muitos eventos evangélicos foram cancelados, suspensos ou adiados. Confira!

Oficina sobre comicidade no ambiente hospitalar

O Lacarta Circo Teatro abre inscrição para palhaço hospitalar. A oficina acontecerá dia 14 e 15 de março das 09h às 16h, na sede...

Receber notícias

Gostaria de receber notícias em primeira mão? Assine gratuitamente agora:

Plugue-se

Programas on-line para mentoreamento de homens e mulheres

Ministérios vão transmitir série de lives com objetivo de fortalecer as famílias e oferecer aos pastores, líderes e cônjuges ferramentas para o cuidado intencional, discipulado e mentoreamento

Vem aí o Festival de Cinema Cristão 2020

Entre as novidades do Festival desse ano estão a abertura para a categoria de filmes para surdos e mudos. Inscrições começam dia 1º de abril e vão até 30 de junho

Um encontro diário com a Palavra de Deus

A SBB mobiliza-se para levar esperança à população brasileira, disseminando, pelos meios digitais, a mensagem da Bíblia Sagrada. Entre as ações estão a campanha #PalavradeEsperança e o podcast Um minuto com a Bíblia

Como a pandemia deve ser encarada pelos cristãos?

“Creia no sobrenatural de Deus”, diz médica cristã, ao falar sobre o medo do coronavírus e como os cristãos devem encarar a pandemia