31.9 C
Vitória
domingo, 28 novembro 2021

Amazonas: Assembleia Legislativa aprova reabertura de igrejas

Proposta prevê ainda regras que vão precisar atender as recomendações da Organização Mundial de Saúde. O Amazonas é um dos estados mais afetados do Brasil por covid-19, são 751 mortes

Por Priscilla Cerqueira

A Assembleia Legislativa do Amazonas aprovou nesta quarta (06), projeto para reabrir igrejas e templos religiosos no estado, além de considerá-los como essenciais. Se reabertos, locais seguem recomendações de distanciamento social.

Decisão acontece durante crise da pandemia do novo coronavírus. O Amazonas é um dos mais afetados no Brasil com 9.243 casos e 751 mortes.

projeto de lei nº 136/2020 de autoria do deputado estadual João Luiz (Republicanos) e que torna as igrejas de qualquer culto atividade essencial em períodos de calamidade pública.

O projeto de lei veio do deputado estadual João Luiz (Republicanos) e teve subscrições por Delegado Péricles (PSL), Fausto Jr. (PV), Felipe Souza (Patriotas) e Josué Neto (PRTB). Se sancionado pelo governador Wilson Lima (PSC), a previsão é de que templos sejam abertos novamente no dia 28 de maio.

Sobre o projeto

Segundo o texto, serão proibidas a entrada de alguns grupos de pessoas. São elas: idosos, pessoas com problemas de saúde, que tenham sintomas de gripe e que convivem com infectados pela covid-19 e crianças.

Também, segundo o projeto, a capacidade dos espaços deve ser limitada a 30% de sua lotação e as poltronas precisam ter um assento de distância para todos os lados. Ao fim das cerimônias, é preciso que hajam cuidados para que participantes não se aglomerem na saída.

Se houver descumprimento das regras acarretará na suspensão do funcionamento da igreja ou templo pelo período em que durar o plano de contingência.

O deputado Felipe Souza ressaltou sobre a importância de templos religiosos e destacou as recomendações a serem adotadas para garantir um funcionamento seguro a todos as pessoas. “As igrejas irão funcionar com as devidas precauções, evitando, inclusive, aglomerações”, disse.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se