23 C
Vitória
quarta-feira, 14 abril 2021

Alerta! Vídeos do TikTok ensinam crianças a ‘adorar satanás’

Polícia investiga Youtuber que usa TikTok para ensinar crianças a ‘adorar satanás’. “Sejam vigilantes, pois os filhos são herança do Senhor”, pede pastor Jorge Linhares, da Igreja Batista Getsêmani

Por Priscilla Cerqueira

Essa semana vários vídeos foram compartilhados nas redes sociais, onde um jovem usa um filtro para simular a personagem Elsa, do desenho da “Frozen”, de Walt Disney, mas de uma forma enganosa. Seria um conteúdo infantil, não fosse a mensagem que o autor traz. Entre outras orientações, a heroína deturpada sugere que as crianças “adorem satanás”.

Com linguagem infantil e voz anasalada, o autor do vídeo leva poucos segundos para passar a mensagem. “Oi, crianças! Sou eu, a Elsa. Hoje vou ensinar a vocês a fazerem uma arte muito bonita na casa de vocês. Vamos aprender?”, diz o homem.

Na mesma gravação, a “Elsa” continua: “Vamos precisar de canetinha e molho de tomate. Com a canetinha, vocês vão desenhar várias estrelas como essas (pentagramas que simbolizam a marca da besta) nas paredes da casa de vocês. Vocês puderam perceber que a pontinha tá virada pra baixo? E, com o molho de tomate, vocês vão contornar o desenho. Se alguém perguntar por que vocês fizeram isso, vão responder: ‘pela glória de Satã, é claro!’”, diz.

Alerta aos pais

O pastor Jorge Linhares, líder da Igreja Batista Getsêmani, de Belo Horizonte (MG), gravou um vídeo, que circulou pelo Whatsapp, de alerta para os pais. “É uma palavra amiga para vocês, pais, ficarem espertos quanto a isso. Toquem nos celulares, troquem as senhas e veja o que os seus filhos estão vendo nesse tiktok. Orem pelas crianças e sejam vigilantes, pois elas são herança do Senhor para nós”, declarou.

Pastor Lucinho Barreto também fez um alerta em sua rede social. “E satanás firme no tiktak (sic) agora? Será que vai ter censura ou vai ser classificado como ‘arte’?”, questionou o pastor, aconselhando os pais a ficarem atentos ao que os filhos veem na internet.

Investigação da Polícia

A polícia do Distrito Federal já começou a investigar o caso. Investigadores da Delegacia de Repressão a Crimes Cibernéticos (DRCC) da Polícia Federal afirmaram que a gravação foi feita pelo aplicativo TikTok e compartilhada no Instagram por um youtuber de São Paulo. O autor do vídeo usa uma linguagem infantil para enviar uma mensagem sugerindo conteúdo satanista.

Segundo o delegado chefe da DRCC, Giancarlos Zuliane, a polícia do DF chegou ao conteúdo após trocar informações com a Polícia Civil de São Paulo. O autor dos vídeos é um YouTuber, que postou esses vídeos em seu perfil pessoal no Instagram, com 200 mil seguidores. Giancarlos ressaltou que o conteúdo pode ser caracterizado como “apologia de crimes”.

O homem foi identificado como o humorista Henry Walnut, do canal Henrytado, que registrou ocorrências policiais em São Paulo, após, segundo ele, sofrer ameaças de morte em razão da disseminação das imagens. A rede social TikTok ainda não se manifestou sobre uma possível exclusão do perfil dele da plataforma.

Veja o vídeo

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se