back to top
27.9 C
Vitória
sábado, 15 junho 2024

Alcaraz lidera ranking e Bia Haddad sustenta 13º lugar

Alcaraz amplia vantagem na ponta do ranking e Vondrousova dá salto; Bia sustenta 13º lugar - Foto: Wimbledon
Alcaraz amplia vantagem na ponta do ranking e Vondrousova dá salto; Bia sustenta 13º lugar - Foto: Wimbledon

Beatriz Haddad Maia manteve o Brasil em 13º lugar no ranking Mundial após obter sua melhor campanha em Wimbledon

Após disputa apertada semana a semana pela liderança do ranking, Carlos Alcaraz respira aliviado na ponta, com quase 900 pontos de vantagem sobre Novak Djokovic, na atualização desta segunda-feira. O espanhol sustentou a primeira colocação na lista da ATP ao vencer justamente o rival sérvio na final de Wimbledon, no domingo. No feminino, Marketa Vondrousova entrou no Top 10 pela primeira vez após levantar o troféu em Londres.

Alcaraz chegou aos 9.675 pontos, contra 8.795 de Djokovic. Os dois subiram na pontuação porque não houve desconto em relação à edição passada de Wimbledon. O Grand Slam britânico não contou pontos para o ranking no ano passado por causa do imbróglio geopolítico envolvendo Rússia e Belarus.

A direção de Wimbledon havia decidiu banir tenistas dos dois países na edição de 2022, em retaliação à invasão russa, com apoio belarusso, na Ucrânia. Em resposta, a ATP e a WTA, entidades que regem o tênis masculino e feminino, respectivamente, tiraram os pontos do torneio inglês.

Na prática, todos os tenistas apenas somaram pontos em Wimbledon, sem descontos. Alcaraz, então, sustentou a liderança. O espanhol poderia ter perdido a ponta em caso de derrota na grande final de Wimbledon. Mas surpreendeu o mundo do tênis com uma virada sobre Djokovic em jogo de cinco sets e quase cinco horas de duração.

- Continua após a publicidade -

Com o grande resultado, Alcaraz se tornou o primeiro classificado para o ATP Finals, o torneio que encerra a temporada, em novembro, e reúne os oito melhores tenistas do ano

Curiosamente, não houve mudanças dentro do Top 10 do ranking masculino, algo raro após a disputa de um Grand Slam.

Feminino

Campeã de Wimbledon, no sábado, a checa Marketa Vondrousova também teve o que comemorar nesta segunda. Ela deu um salto de 32 posições na lista da WTA e entrou pela primeira vez no restrito Top 10. Na decisão, Vondrousova superara a tunisiana Ons Jabeur na grama de Londres.

A subida da checa para a 10ª colocação do ranking não foi a única mudança no Top 10. Sua compatriota Petra Kvitova galgou um posto e agora figura em oitavo lugar. Ela desbancou a grega Maria Sakkari, que caiu para a nona colocação.

A polonesa Iga Swiatek sustentou a primeira posição em razão da queda da belarussa Aryna Sabalenka na semifinal de Wimbledon. Mas segue com pouca vantagem na ponta: está 470 pontos à frente da rival de Belarus.

Brasileiros

Beatriz Haddad Maia manteve o 13º lugar no ranking após obter sua melhor campanha em Wimbledon. Ela se despediu nas oitavas de final ao abandonar a partida em razão de dores nas costas. Por causa do problema físico, que pode tirá-la de quadra pelas próximas semanas, ela corre o risco de perder posições no ranking.

No masculino, o Brasil voltou a ficar sem representantes no Top 100. Thiago Monteiro não conseguiu defender seu título no Challenger de Salzburg, na Áustria, ele despencou 27 colocações e agora aparece em 122º. Na prática, perdeu também o status de número 1 do Brasil, que agora pertence a Thiago Wild. Ele subiu 10 posições e agora é o 121º.

Com informações Agência Estado

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Publicidade

Comunhão Digital

Publicidade

Fique por dentro

RÁDIO COMUNHÃO

VIDA E FAMÍLIA

- Publicidade -