25.5 C
Vitória
quinta-feira, 18 agosto 2022

Agosto Dourado reafirma importância da amamentação para bebês

Muitas mães, pais e até mesmo profissionais, desconhecem o impacto das decisões alimentares na gestação e na primeira infância. Foto: Reprodução

Muitas mães, pais e até mesmo profissionais, desconhecem o impacto das decisões alimentares na gestação e na primeira infância

Criado para incentivar a amamentação, o Agosto Dourado tem a cor que representa o ouro para simbolizar a qualidade do leite materno. O alimento é recomendado como sustento exclusivo nos primeiros seis meses de vida, com continuação até os dois anos de idade ou mais junto à introdução alimentar de sólidos, pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), além de ser fundamental para o crescimento e desenvolvimento saudáveis das crianças.

A Danone discute e investe no tema, desde 2006, por meio da causa ‘Primeiros 1.000 Dias’ – uma iniciativa para propagar a importância do aleitamento materno no combate a doenças e nas transformações físicas, cognitivas e emocionais que ocorrem antes mesmo do nascimento.

A causa permite que a empresa dialogue com profissionais de saúde e a sociedade civil sobre como as ações praticadas nos primeiros 1.000 dias desempenham um papel fundamental na saúde e ajudam a garantir o potencial e a qualidade de vida no futuro. Os primeiros mil dias são contados desde o primeiro dia de gravidez, seguindo até os 2 anos de idade de uma criança, e são marcados pelo rápido crescimento e desenvolvimento do organismo

‘Nossa missão é ‘levar saúde por meio da alimentação ao maior número de pessoas possível’ e, pensando nisso, investimos nessa causa, que tem como objetivo propagar informações confiáveis e reforçar a importância do aleitamento materno. Muitas mães, pais e até mesmo profissionais, desconhecem o impacto das decisões alimentares na gestação e na primeira infância. Por isso, nos comunicamos de forma holística e acessível, reforçando os principais pilares deste momento, o cuidado e os estímulos feitos às crianças’, afirma Marcelo Mori, responsável pela área Médica da Danone Brasil.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde e a Unicef (Fundo das Nações Unidas para a Infância), aproximadamente 6 milhões de vidas são salvas, por ano, devido ao aumento das taxas de amamentação exclusiva até o sexto mês de idade. Nos primeiros mil dias de vida, as células cerebrais podem fazer até mil novas conexões a cada segundo – uma velocidade única na vida. A epigenética mostra que o desenvolvimento cerebral, imunológico e metabólico da criança, é definido, no máximo, em apenas 20% pelos genes, enquanto os outros 80% são influenciados por fatores ambientais, que podem ser moldados por hábitos saudáveis.

Com informações de Agência Estado

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Entre para nosso grupo do Telegram

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se