27.4 C
Vitória
sexta-feira, 27 março, 2020

Adiamento Olimpíadas: Japão terá prejuízo de R$ 13 bilhões

- Continua após a publicidade -

Mais lidas

Jogador do Ajax acorda do coma após quase três anos

Depois de dois anos e nove meses em coma, o jogador Abdelhak Nouri, do Ajax, acordou. O jovem estava em tratamento após ter uma arritmia cardíaca em campo

Ferj amplia suspensão do Campeonato Carioca até 30 de abril

A Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro comunicou a ampliação da suspensão do Campeonato Carioca até o dia 30 de abril

Adiamento das Olimpíadas: Ruim para uns, bom para outros

Quem estiver punido por doping e tiver cumprido a sua sentença até o período classificatório, estará apto a competir na Olimpíada do ano que vem

Covid-19: Quase 3 mil casos e 77 mortes no Brasil

Um mês depois do primeiro caso no Brasil, país registra 2915 casos confirmados de coronavírus e 77 óbitos, informa o Ministério da Saúde.

Quem paga a conta? Como ficam os contratos de patrocínio? E os apartamentos já vendidos na Vila dos Atletas? E as instalações esportivas?

Em decisão inédita, o Comitê Olímpico Internacional (COI), adiou os Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Tóquio de 2020 para 2021. O Japão pode ter um custo adicional de US$ 2,7 bilhões, cerca de R$ 13 bilhões na cotação atual. A informação é do jornal japonês especializado em economia “Nikkei”.

“Com certeza haverá custos. O valor, contudo, não sabemos agora. E quem vai pagar isso? Não preciso dizer que não serão discussões fáceis e não sabemos quanto tempo vão durar”, disse o CEO do Comitê Organizador de Tóquio 2020, Toshiro Muto.

Presidente do COI, Thomas Bach afirmou que o primeiro-ministro Shinzo Abe se comprometeu a fazer tudo que for preciso. “Vai ser um custo adicional para os japoneses. Todos foram impactados, jornalistas, atletas. Temos de fazer desses Jogos um símbolo de união”, destacou Bach.

Os organizadores de Tóquio 2020 terão de renegociar inúmeros contratos. Dentre alguns dos custos extras estão a manutenção das arenas e a possível mudança de locais de jogo. Por exemplo, o tradicional Budokkan, onde o judô está previsto para fazer suas disputas, está alugado no ano que vem para um evento.

“Algumas arenas talvez precisemos seguir alugando até o ano que vem, porque elas precisam de pelo menos um ano para ficarem prontas. Não podemos devolvê-las e pegar de volta só para a Olimpíada. Isso significa custo extra”, explicou Muto.

Em relação à Vila dos Atletas, é outro problema. Já que muitos dos apartamentos construídos para abrigar os esportistas no período dos Jogos já estão sendo negociados com possíveis compradores, e alguns, cerca de 1/4 dos 5,632 já foram vendidos (há apartamentos que valem US$ 1 milhão (R$ 5,1 milhões).

O Comitê Organizador emprega também 3,5 mil pessoas como membros de seu estafe e talvez alguns percam seus empregos. As marcas que pagaram Tóquio 2020 para estarem atreladas aos Jogos Olímpicos também são uma questão. Elas pedirão reembolsos? Farão novos contratos? Readequarão os atuais? São perguntas ainda sem respostas.

- Continua após a publicidade -

Revista Digital

- Continua após a publicidade -

Fique Por Dentro

26 de março: live – Como inovar na igreja em tempos de disruptura

Nesta quinta (26), as 19h, vai acontecer a primeira live da série "O efeito da liderança na crise” com Josué Campanhã, diretor da Envisionar e Thiago Faria

Novo Som faz show online

Devido a quarentena por causa do coronavírus, a banda vai estar ao vivo no sábado (28) a partir das 20h. Será transmitido pelo Instagram e Facebook

Coronavírus: Os eventos evangélicos que já foram cancelados

Devido a pandemia que se instalou no país por conta da Covid-19, muitos eventos evangélicos foram cancelados, suspensos ou adiados. Confira!

Oficina sobre comicidade no ambiente hospitalar

O Lacarta Circo Teatro abre inscrição para palhaço hospitalar. A oficina acontecerá dia 14 e 15 de março das 09h às 16h, na sede...

Receber notícias

Gostaria de receber notícias em primeira mão? Assine gratuitamente agora:

Plugue-se

Como a pandemia deve ser encarada pelos cristãos?

“Creia no sobrenatural de Deus”, diz médica cristã, ao falar sobre o medo do coronavírus e como os cristãos devem encarar a pandemia

Casa Worship lança projeto acústico gravado em Goiânia

A Banda gravou "A Casa É Sua" com releituras acústica de sucessos do seu DVD. "Não consigo descrever a sensação que foi essa experiência"...

“Milagre da vida”: O inesperado pode ser um presente

Em tempos de confinamento por conta do coronavírus, o filme “40 Dias - O Milagre da Vida” vem apresentar essa mensagem de uma forma sensível e desafiadora

Rede de solidariedade no Brasil por conta da pandemia

Uma imensa rede de solidariedade vem se formando com pessoas comuns, que oferecem o que podem, de graça, sem esperar nada em troca