19.9 C
Vitória
sábado, 19 junho 2021

Adiada a votação para cassação da deputada Flordelis

Relator apresentou parecer favorável, mas os deputados pediram vistas do processo

Por Agência Brasil

Deputados pediram vistas do processo e votação para a cassação da deputada federal Flordelis dos Santos de Souza (PSD-RJ), na Comissão do Conselho de Ética  e Decoro da Câmara, é adiada para a próxima semana. O deputado Alexandre Leite (DEM-SP) apresentou parecer favorável, ontem (1º), à cassação do mandato de Flordelis, acusada de ser a mandante do assassinato do marido, o pastor Anderson do Carmo, em junho de 2019.

Na leitura do voto, o parlamentar fez um resumo dos crimes que configuram quebram de decoro parlamentar e do histórico dos familiares de Flordelis envolvidos no processo. Alexandre Leite destacou ainda que o papel do Conselho de Ética é preservar a imagem do Legislativo e dar uma resposta à sociedade.

Segundo Leite, ainda que a Justiça conceda à deputada uma eventual absolvição, a perda do mandato não se reverteria. “As provas coletadas tanto por esse colegiado, quanto no curso do processo criminal, são aptas a demonstrar que a representada tem um modo de vida inclinado para a prática de condutas não condizentes com aquilo que se espera de um representante do povo”.

Está previsto que Flordelis compareça ao colegiado para mais uma vez se defender. Caso os membros do Conselho de Ética acompanhem o voto do relator, o processo segue para o plenário da Câmara dos Deputados. Nesse caso, haverá votação aberta, sendo necessários os votos de pelo menos 257 deputados para a cassação da deputada.

 

 

 

 

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se