21.1 C
Vitória
sexta-feira, 10 abril, 2020

Ação recreativa para crianças venezuelanas em Roraima

- Continua após a publicidade -

Mais lidas

Bolsonaro: O médico não abandona o paciente, mas o paciente troca de médico

O presidente Jair Bolsonaro usou da analogia do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, para sinalizar que ainda estuda a permanência do auxiliar à frente da pasta, após os atritos que ambos tiveram sobre as orientações para isolamento social.

Produtos sazonais da Páscoa tem deflação de 0,99%

Em comparação com 2019, houve recuo médio dos preços. Entretanto, os principais itens do almoço apresentaram aumento expressivo em suas cotações

Marcos Eberlin e médico experiente questionam: “Será mesmo que a cloroquina é tóxica demais?”

Em videoconferência, cientista e médico, que já administrou a cloroquina durante vários anos, questionam sobre os interesses políticos por trás da pandemia

A maioria das igrejas nos EUA planeja uma páscoa digital

93% se encontram on-line em meio à pandemia de coronavírus. Saiba mais! 

Mobilização faz parte do projeto de integração dos migrantes no país desenvolvido pela ONG Visão Mundial com a Casa de Los Ninõs. 

As crianças e adolescentes migrantes venezuelanas que vivem em Roraima enfrentam desafios diariamente de sobrevivência e integração com a cultura do Brasil. Segundo a Polícia Federal, mais de 16 mil venezuelanos pediram refúgio em Roraima nos primeiros seis meses deste ano.

Desde junho, crianças e famílias venezuelanas são assistidas com ações e projetos desenvolvidas por instituições missionárias. Nesta terça (21) a ONG Visão Mundial, organização não governamental humanitária especializada na proteção à infância, junto com a Casa de Los Ninõs, realizou uma tarde recreativa para a garotada.

“As crianças ficam muito limitadas no abrigo e precisam de alternativas externas para diversão. Por isso, já levamos elas para o parque, zoológico e agora vamos levá-las ao cinema. Essa é uma oportunidade delas conhecerem pontos turísticos da cidade e, principalmente, se integrarem com a população local”, conta Eugênio Rodrigues, coordenador de emergências da Visão Mundial.

Assistência

A crise migratória dos venezuelanos no Brasil teve início em 2015, devido ao desequilíbrio econômico, político e social da Venezuela. A situação fez com que muitos migrantes ficassem sem estrutura financeira para a garantia dos direitos básicos como alimentação, moradia e educação. Muitos migraram para a capital de Roraima. Algumas famílias dividem o aluguel de um imóvel e outras estão em abrigos.

Desde então a ONG vem oferecendo atividades de educação, saúde, lazer e esporte para 100 crianças e adolescentes venezuelanas. Além do registro e solicitação de documentos de permanência no país. No abrigo, as crianças tem aulas de português, arte indígena, assistem desenhos educativos e praticam atividades esportivas duas vezes na semana. O objetivo é alcançar 1.360 pessoas e cerca 442 famílias com as ações até o fim de setembro.

“A situação das crianças e adolescentes venezuelanas indígenas é mais vulnerável porque existe uma diferença cultural e linguística muito grande. Atualmente, a maioria delas não estão indo para escolas, pois não tem vaga e não tem preparo para o ensino da língua indígena. Por isso, nosso trabalho de ensino da língua com elas é tão necessário”, afirma Graziela Camargo, coordenadora da Casa de Los Niños.

Delvi Moraleda, 10, uma das crianças venezuelanas indígenas que está no abrigo há cerca de 10 meses. E ele tem sonhos. “O passeio que eu mais gostei foi o do parque Anauá, onde a gente tomou banho de rio, mas o passeio do zoológico também foi muito legal. Também gosto das aulas porque futuramente quero ser professor para ensinar aos outros o que aprendo aqui”, contou.

Acesse aqui para saber mais sobre o projeto da Visão Mundial voltado para os imigrantes.


Leia mais

1,2 mil venezuelanos deixam o Brasil após ataques
Ação social para refugiados venezuelanos em Roraima
Temer sanciona lei com ações para imigrantes venezuelanos

- Continua após a publicidade -

Revista Digital

- Continua após a publicidade -

Fique Por Dentro

Live: “As perguntas cruciais a serem respondidas na crise”

Um dos 25 melhores CEO’s dos EUA, Craig Groeschel fará nesta quinta-feira (02), às 10h30, uma Live exclusiva para o Brasil com tradução simultânea

Vigília online ‘Há uma Luz’: um clamor contra o covid-19

Para levar paz e esperança à população afetada pela pandemia global da Covid-19, a plataforma cristã, InChurch, organizou a vigília online “Há uma Luz” nesta quarta (1º).

26 de março: live – Como inovar na igreja em tempos de disruptura

Nesta quinta (26), as 19h, vai acontecer a primeira live da série "O efeito da liderança na crise” com Josué Campanhã, diretor da Envisionar e Thiago Faria

Novo Som faz show online

Devido a quarentena por causa do coronavírus, a banda vai estar ao vivo no sábado (28) a partir das 20h. Será transmitido pelo Instagram e Facebook

Receber notícias

Gostaria de receber notícias em primeira mão? Assine gratuitamente agora:

Plugue-se

Igreja Renascer faz demissão em massa em TV

A alegação da Rede Gospel para a demissão em massa nesta quarta (8) foi a de que, com o fechamento dos cultos, a arrecadação caiu e não há mais possibilidade de mantê-las

“Mesa solidária” a quem precisa na pandemia

Como uma forma de ajudar a quem precisa, uma moradora de Cruzeiro do Oeste (PR), iniciou o projeto "Mesa Solidária", que atende pessoas que passam insegurança alimentar na cidade

Inovação! Kemuel lança primeiro single em inglês

Com participação de Amanda Malela, a versão de “O Teu Amor” dá início a um novo momento na carreira do grupo

Lives, podcasts cristãos, aumento do consumo digital

Em tempos de isolamento social hoje é consumo digital. Cantores e pastores brasileiros usam lives e publicam podcasts com conteúdos específicos para seus membros Em...