26.1 C
Vitória
terça-feira, 22 setembro 2020

Abuso sexual infantil é uma invasão de limites

Leia também

Ainda não foi definida data para ‘follow on’ da BR Distribuidora, diz Petrobras

A venda das ações foi aprovada pelo Conselho de Administração em 26 de agosto, mas que a efetivação depende de diversos fatores

Em depoimento à corregedoria, Flordelis se emociona

Cabe ao plenário, no entanto, decidir se a acusação de assassinato é ou não motivo para perda do mandato de deputada

Especialistas e produtores se unem contra política ambiental do governo no STF

Camargo Neto afirmou que "infelizmente" foi preciso uma pressão externa para o Brasil colocar foco na preservação da Amazônia

Missão Luz Na Noite lança campanha Luz Além do Abuso para sensibilizar a comunidade cristã e a sociedade sobre o tema

Você já parou para pensar que o abuso sexual tem uma margem muito maior do que apenas a relação sexual ou cópula em si?

Pode ser um olhar, insinuações verbais (aquele velho blá, blá, blá no ouvido da criança, por exemplo), molestamentos, convite para a criança ver algum filme ou conteúdo pornográfico, exposição de genitais à criança. Tais ações são apenas algumas das práticas criminosas consideradas abuso sexual.

A coordenadora do Luz Na Noite, Débora Fonseca, que atua há 20 anos no aconselhamento cristão na área da sexualidade humana, afirma que o abuso é uma invasão de limites.
“Todos nós somos dotados de limites. Os limites na nossa vida são importantes e dizem respeito a quem nós somos, até onde podemos ir e até onde o outro pode vir na nossa vida”, explica.

Segundo Débora, muitas vezes, nós enquanto crianças, principalmente, estamos desprovidos de uma força ou de uma contensão a invasão do outro. O abuso é isso, é uma invasão do outro ao limite pré-estabelecido à intimidade física, emocional, sexual e até mesmo espiritual.

Quando uma criança ou adolescente sofre abuso sexual ou mesmo um adulto – pois o abuso, muitas vezes, pode ocorrer com alguém que não possa se defender ou responder –, acaba por ter todas essas áreas citadas atingidas e não especificamente ou tão somente a vida sexual. Isso porque não somos seres segmentados. “Se a área sexual é ferida, todas as demais sofrem repercussão”, complementa.

A campanha Luz Além do Abuso, ao expor relatos de vítimas, traz uma importante reflexão sobre qual a permissão que estamos dando ao outro e como estamos ensinando limites às nossas crianças.

A Bíblia traz passagens significativas sobre a questão dos limites na criação dos filhos. Muitas vezes, aparecem norteadas com a palavra disciplina cujos aspectos positivos são proatividade, prevenção e instrução como orienta Efésios 6.4.

“Cabe à família a responsabilidade em preparar cidadãos, seres humanos, que no futuro vão saber impor limites, respeitar uns aos outros, vão amar uns aos outros e vão ser boas pessoas numa sociedade que precisa tanto de pessoas de respeito”, lembra Débora.
Para a coordenadora, cada família deve ser um local de prevenção contra as mazelas da sociedade, como o abuso sexual infantil. Segundo ela, família com pai e mãe que nutre emocionalmente seu filho com carinho, atenção e amor, e ainda fornece orientação segura sobre educação sexual, sobre prevenção ao abuso, contribui para minimizar a possibilidade de que a criança seja vítima de violência sexual infanto-juvenil.

“Vamos acreditar, realmente, que nós, como pais, temos uma missão com nossos filhos. Não vamos terceirizar essa missão e vamos assumir esse privilégio, essa responsabilidade dada por Deus”, conclui.

Sobre a campanha e o 18 de maio

Em alusão ao 18 de maio – Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes –, a Missão Luz Na Noite lança a campanha Luz Além do Abuso, iniciativa que visa conscientizar a população por meio das redes sociais com relatos de vítimas, depoimentos de agentes públicos e voluntários da importância de falar sobre o tema, seja para orientar, conscientizar, denunciar ou mesmo pedir ajuda.

As publicações ocorrerão de 12 a 18 de maio, mas o trabalho de acolhimento realizado pelos voluntários (aconselhamento cristão) é permanente.

“A proposta é destacar a data para mobilizar, sensibilizar, informar e convocar das comunidades cristãs à sociedade a participar da luta em defesa dos direitos sexuais de crianças e adolescentes. É preciso garantir a toda criança e adolescente o direito ao desenvolvimento de sua sexualidade de forma segura e protegida, livre de qualquer situação que ultrapasse os seus limites naturais. Já os adultos que foram vítimas têm na campanha uma oportunidade de falar sobre o que passaram ou mesmo pedir ajuda”, explica Débora Fonseca.

A data foi escolhida como período de mobilização contra a violência sexual porque em 18 de maio de 1973, na cidade de Vitória (ES), um crime bárbaro chocou todo o país e ficou conhecido como o “Caso Araceli”. Esse era o nome de uma menina de apenas oito anos de idade, que teve todos os seus direitos humanos violados. Ela foi raptada, estuprada e morta por jovens de classe média alta da cidade capixaba.


Leia mais

Duas em cada cinco crianças sofreram abuso sexual
Missão lança Campanha “Luz além do abuso”

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Em depoimento à corregedoria, Flordelis se emociona

Cabe ao plenário, no entanto, decidir se a acusação de assassinato é ou não motivo para perda do mandato de deputada

Quando o exemplo não tem idade

Durante uma brincadeira, Benício, de 7 anos, arranhou o carro e deixou um bilhete pedindo desculpas. Conheça essa história!

“Onda do bem”: conscientização no combate ao suicídio

Realizado por adolescentes adventistas, a "Onda do bem" consiste em realizar ações de prevenções e ajudar pessoas que precisam de apoio emocional. Saiba mais!

Bolsonaro em discurso na ONU: ‘País é cristão e conservador’

Cristofobia, covid-19 e queimadas foram os temas retratados durante o discurso do presidente Jair Bolsonaro na ONU. Confira aqui!

“Holy”, o clipe emocionante de Justin Bieber

A canção fala de fé e a contextualiza também em um relacionamento amoroso, como o casamento. Conheça a canção!

Qual o segredo para viver feliz?

É possível viver feliz neste mundo confuso e perigoso? Livro mostra como e onde podemos encontrar a ajuda para encontramos com a felicidade.

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

Live Elementos Essenciais do Discipulado

Como os Estudos da Bíblia de Discipulado podem ser usados em microgrupos de discipulado entre pessoas recentes na fé. Saiba mais!

Live solidária: artistas em favor da Igreja Perseguida

Denominado de "Seja um com eles", a live solidária é um grito de ajuda a igreja perseguida. Paulo César Baruk, Rebeca Nemer, Eyshila, André Aquino são alguns dos convidados. Saiba mais!

Arte da Graça em casa; Conscientização do setembro amarelo

Em formato online, o evento une shows e workshops incentivando a tolerância, paz e música. Saiba mais!

Aquecimento Sepal 2020, com Edméia Williams e Rodrigo Gomes

Transmissão acontecerá nesta segunda-feira, 14 de setembro, às 19 horas. Saiba como participar!
- Publicidade -

Plugue-se

Qual o segredo para viver feliz?

É possível viver feliz neste mundo confuso e perigoso? Livro mostra como e onde podemos encontrar a ajuda para encontramos com a felicidade.

Vídeos sobre a Bíblia alcançam 1 milhão de pessoas no Tik Tok

Produzidos por Jey Reis, 17 anos, os vídeos diários, que são publicados no Tik Tok, falam sobre Jesus. Saiba mais! !

“Inesquecível”: a história da professora que morreu para salvar crianças

Filme vai contar a história da professora Heley de Abreu, que deu avida para proteger crianças de um incêndio, em Janaúba (MG). Saiba maiws!

Kemuel e Priscilla Alcântara conquistam Platina Triplo

Platina Triplo é uma certificação pelo grande alcance que as canções dos artistas tiveram nas plataformas digitais de música Nesta quinta-feira, 17, Kemuel e Priscilla...