A volta ao primeiro amor

A volta ao primeiro amor
Erní Walter Seibert é Diretor executivo da Sociedade Bíblica do Brasil

A volta ao primeiro amor tem a ver com a volta ao estudo da Palavra de Deus


Voltar no tempo é algo impossível para os seres humanos. A vida segue em frente. Infância, juventude, vida adulta e velhice são fases da vida que vêm em seqüência inalterável. Alguns gostariam de voltar aos tempos da juventude ou da infância, mas não conseguem. A vida segue em frente.

No entanto, há uma volta ao passado que é possível fazer. Esta volta é aos princípios, ao sentimento, ao espírito que uma vez tivemos. Em Apocalipse 2.1-7, está registrada a Carta à Igreja de Éfeso. Trata-se de uma das sete cartas registradas no livro de Apocalipse. Ali, Jesus fala que esta Igreja abandonou seu primeiro amor. Isso tem consequências nefastas. Mas há uma possibilidade de “volta ao passado”. Se eles se arrependerem e voltarem a praticar as obras que praticavam, Deus os receberá novamente.

A experiência pela qual passou a Igreja de Éfeso se repete ao longo da história na vida das pessoas e também das igrejas. Pessoas que eram firmes na fé, que eram exemplo de vida cristã, perdem o primeiro amor e aí se afastam dos caminhos de Deus. O mesmo fenômeno, por vezes, pode ser observado também em igrejas. Igrejas que eram exemplo de ensino e de vida consagrada se perdem em disputas e desentendimentos, afastando-se dos caminhos de Deus. É preciso voltar ao primeiro amor.

A volta ao primeiro amor tem a ver com a volta ao estudo da Palavra de Deus. Pela sua Palavra, Deus chama as pessoas ao arrependimento e as inspira a viver uma vida consagrada. Pessoas e igrejas que buscam na Bíblia Sagrada orientação e força para viverem nos caminhos de Deus, certamente, continuam firmes no primeiro amor. Não se afastam do contato com Deus.

A obra bíblica, no mundo inteiro, precisa de pessoas e igrejas que mantenham este primeiro amor ou voltem a ele. Existem milhões de pessoas que ainda não têm acesso à Bíblia completa em sua língua. Além disso, há enormes lacunas na distribuição da Bíblia.

Grandes extensões territoriais no mundo não têm exemplares da Bíblia. Nos últimos anos, o número de pessoas sem a Bíblia cresce mais rápido do que o número de pessoas que tem a sua Bíblia. Mesmo no Brasil, onde a distribuição de Bíblias é abundante, existem centenas de milhares de pessoas que não têm um exemplar da Bíblia à sua disposição. Estas pessoas ainda não conhecem o primeiro amor. Cabe a nós, que temos o amor a Deus e à sua Palavra, voltarmos ao primeiro amor e colocarmos mãos à obra nesta tarefa.

Grandes extensões territoriais no mundo não têm exemplares da Bíblia. Nos últimos anos, o número de pessoas sem a Bíblia cresce mais rápido do que o número de pessoas que tem a sua Bíblia

As Sociedades Bíblicas Unidas reúnem 147 Sociedades Bíblicas ao redor do mundo. E são estas organizações as que mais traduzem e distribuem a Bíblia. Por ano, as Sociedades Bíblicas juntas distribuem mais de 38 milhões de exemplares do Livro Sagrado. Mas isso é pouco. Por isso, é preciso voltarmos ao nosso primeiro amor também neste aspecto.

Oremos a Deus para que ele abençoe a sementeira de sua Palavra. E, além de orarmos, coloquemos nossas ofertas à disposição dessa causa. Muitas pessoas podem comprar a sua Bíblia. Mas há tantas outras para as quais a Bíblia precisa ser doada. Se não for doada, elas nunca irão tomar a Palavra em suas mãos e conhecer o grande amor de Deus. É isso que precisa ser suprido com nossas ofertas. Quanto tempo faz que você e sua igreja enviaram uma oferta para que as Sociedades Bíblicas possam realizar este trabalho? Que Deus coloque o primeiro amor em todos os corações a fim de que seja possível dar seguimento ao trabalho que nossos pais, em 10 de junho de 1948, criaram em nosso País: A Sociedade Bíblica do Brasil.


Erní Walter Seibert é Diretor executivo da Sociedade Bíblica do Brasil


Leia mais

A Bíblia e a Igreja cristã
Como voltar ao Primeiro Amor?