23.8 C
Vitória
segunda-feira, 6 dezembro 2021

Como sair da solidão e viver solitude

“A solitude é o nosso silêncio interno, é o canto de oração, é o momento de intimidade com Deus. É a melhor arma contra a solidão”

Por Marlon Max

Mesmo com o uso cada vez mais frequente das redes sociais, onde em tese ocorre a aproximação das pessoas, pesquisas apontam que o brasileiro se sentem cada vez mais só. Os algoritmos que entrega busca por afinidade, as curtidas e comentários dão a falsa impressão de pertencimento. comunidade. Mesmo assim, a experiência no mundo digital parece insuficiente para substituir a vivência do mundo real. Mas é possível transformar a negatividade da solidão em algo positivo.

De acordo com o pastor, escritor e psicanalista Fabio Tristão, a solidão muitas vezes funciona como um mecanismo de fuga, onde a pessoa busca segurança e proteção e não percebe que está se isolando. O psicanalista alerta que é possível “transformar o limão em limonada”, nas palavras dele, é a busca por “acabar com o vazio da solidão e escolhendo estar em solitude”.

A solitude é um estado de isolamento voluntário e positivo, já a solidão é uma condição associada à dor e tristeza. A solidão é um sentimento de vazio, é o desejo de ter a companhia das pessoas, mas não ter. Logo a solitude é quando uma pessoa opta por passar alguns momentos em reclusão pois entende que isso lhe proporcionará sentimentos positivos, crescimento espiritual, autoconhecimento e, até mesmo, alegria.

Busca por paz e alívio para as angústias

De acordo com a pesquisa da Ipsos, globalmente, considerando todos os participantes da pesquisa, 40% relataram impacto negativo dos últimos 6 meses no bem-estar mental e 22% relataram um impacto positivo. Segundo Tristão, é possível transformar esse momento negativo de solidão em algo positivo.

“A solitude é a melhor arma contra a solidão. A solitude é o lugar onde encontramos o som que não podemos ouvir enquanto nossa alma estiver ansiosa nas coisas externas”, esclarece o pastor e psicanalista Fabio Tristão. Ou seja, é possível se reposicionar e buscar um lugar de paz em meio à angústia da solidão. “Na multidão você escuta barulho, porém na solitude você encontra resposta”.

A solidão

Especialistas em saúde mental ouvidos pela comunhão afirmam que estar sozinho por um longo período de tempo pode afetar a estrutura neurológica da pessoa. “Em um primeiro momento, a solidão parece apenas uma introspecção, mas com o passar do tempo pode desencadear uma sequencia de eventos depressivos, além de condicionar a pessoa solitária a abrir mão do convívio com outros”, explica.

Seja na música, na arte ou em filmes, a solidão é sempre abordado como algo negativo. O distanciamento das pessoas contraria a essência humana, diz Tristão, “somos seres coletivos”. A Banda Resgate canta sobre estar isolado. “A solidão e um velho relógio que tá fora do tempo. Sentado, olhando para os ponteiros que não rodam”, diz trecho da música. Confira!

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se