25 C
Vitória
sábado, 5 dezembro 2020

À procura da felicidade

Mais Artigos

Para que serve o dia mal?

Dias em que temos vontade de ficar quietos ou de falarmos apenas o necessário e buscarmos um descanso para a nossas almas

Psicofobia. É uma doença ou um crime?

Quanto à psicose, não há recalque, nem censura alguma. O consciente é “atropelado” pelo inconsciente que fica “desnudo”

Dia mundial de Ação de graças

Quero inspirar você neste texto a aceitar a verdade defendida pelo dia de Ação de graças, mesmo que não valorize o feriado.

“Nunca deixe ninguém te dizer que não pode fazer alguma coisa. Se você tem um sonho tem que correr atrás dele. As pessoas não conseguem vencer e dizem que você também não vai vencer. Se você quer uma coisa corre atrás”

Por Lulinha Tavares

Chris Garden foi um pai de família que viveu o chamado “Sonho Americano”, como é conhecida a saga do estrangeiro que chega aos Estados Unidos em busca de uma vida melhor. Sendo que nesse caso ele era americano.

Chris Garden foi considerado a melhor interpretação de Will Smith no cinema. Juntamente com a brilhante interpretação do seu filho Jaden Smith que desempenhou o papel de Christopher, seu filho de 5 anos no filme. Essa interpretação levou Will Smith à indicação ao Oscar 2007 na categoria Melhor Ator.

Baseado em uma história real e com toques de doçura e genialidade, À Procura da Felicidade mostra a vida de um pai buscando alcançar o sucesso profissional sem abrir mão de dar a devida atenção ao seu filho. Chris atuava como representante comercial de uma marca de scanners de densidade óssea, equipamento caro e de difícil aceitação.

Seu fracasso profissional, associado a crise conjugal leva a sua esposa a o abandonar, levando consigo o seu amado filho e o fazendo imergir em uma profunda crise existencial e financeira. Essa história ilustra de maneira significativa essa eterna procura pela felicidade por parte de nós, seres humanos.

Afinal, o que é a felicidade?

Muitas são as teorias apresentadas ao longo de séculos e gerações sobre o seu significado, sendo considerada uma das mais difíceis palavras de se definir. Portanto, qualquer esforço que façamos é mera tentativa.

Julgo eu ser esse tema tão intrigante como prazeroso de se tratar. À luz da filosofia aristotélica encontramos a seguinte definição de felicidade: Felicidade é o maior bem desejado pelos homens e o fim das ações humanas.

Em “Ética a Nicômaco”, a finalidade é identificada como o “bem”, ou seja, dizer que todas as ações tendem a um fim é o mesmo que dizer que todas as coisas tendem a um bem.

O fim da arte médica é a saúde, o da construção naval é um navio, o da estratégia é a vitória e o da economia é a riqueza” (Aristóteles, 1973, p. 249).

Nesse sentido a noção de felicidade tem a ver diretamente com o indivíduo alcançar o fim proposto por sua atividade profissional, ou seja, o sucesso.

Para o professor e filósofo Mário Sergio Cortella ninguém é feliz o tempo todo e de todo modo. Quem assim se considera, não é feliz e, sim, tonto.

“Felicidade é uma vibração intensa, um momento em que eu sinto a vida em plenitude e quero que aquilo se eternize. É a capacidade de você ser inundado por uma alegria imensa naquele instante por aquela situação. Felicidade não um é estado contínuo e, sim, uma ocorrência eventual. É sempre episódica.”

Em 2012 a Assembleia Geral da Organização das Nações unidas (ONU) aprovou a resolução que proclamou o Dia Nacional da Felicidade após criar um indicador chamado FIB, que significa Felicidade Interna Bruta.

Entre os quesitos que são analisados pelo FIB estão: bem-estar humano, esgotamentos dos recursos da natureza, cuidados familiares e utilização do tempo de forma equilibrada.

No ranking de 2019 a Finlândia aparece em primeiro lugar, seguida pela Dinamarca e a Noruega respectivamente, e o nosso Brasil ocupa o trigésimo segundo lugar.

Nas sagradas escrituras as palavras utilizadas para definir felicidade são: Esher no Hebraico e makarios no grego. Ambas significam bem-aventurado.

Os salmos nos ensinam que a felicidade está diretamente ligada as escolhas que fazemos em relação a onde e com quem andar, a qual conselho devemos seguir e também de quem é o árbitro das nossas decisões. Isso faz daquele que assim decide viver próspero em tudo o que fizer e por onde quer que for.

Já Cristo Jesus nos ensina que felizes são os curvados ao Espírito e os perseguidos, pois herdarão o reino dos céus; os que choram, porque receberão o providencial consolo;  os que têm sede e fome de justiça, porque fartos serão; os mansos porque herdarão a terra; os misericordiosos, porque alcançarão misericórdia; os que são limpos de coração, porque a Deus verão; os pacificadores, porque serão chamados filhos de Deus;

Nesse sentido convém alertar para fato de que aprendemos em toda a escritura que a vida aqui nessa terra é finita, cíclica, falível, efêmera, vulnerável e sujeita a muitas tribulações.

Também aprendemos que não é tempo que passa por nós e, sim, nós é que por ele passamos.

Aprendemos que o dia mal vem, para justos e injustos, afinal, todos os anos as folhas caem anunciando o outono. Porém, o aparecimento das flores anuncia a primavera, pois a vida é bela!

A despeito de todos os pesares, em Cristo Jesus temos a esperança da vida eterna prometida por Ele para todos aqueles que o seguirem em Espírito e em verdade.

Olhando dessa forma podemos enxergar tais tribulações como leves e momentâneas quando comparadas ao eterno peso de glória que nos aguarda.

Lógico que devemos buscar a felicidade em uma vida que valha a pena ser vivida, independentemente das curvas dessa estrada, que desconhecemos ser a próxima para esquerda ou para a direita.

Por fim, assim como Chris (Will Smith) como um bom pai, trabalhava incessantemente para prover o alimento para a sua casa, sem em tempo algum abrir mão de estar ao lado do seu filho Christopher e de lhe incentivar a sonhar e realizar, o que o fazia encontrar a felicidade procurada –  também assim é Deus que – em todo o tempo trabalha para suprir a nossa necessidade e conceder o desejo do nosso coração – além de não abrir mão de estar conosco e de nos fazer sentir a sua presença, e assim, provarmos da eterna felicidade que nos aguarda quando para o nosso casa voltarmos.

Siga bem, em paz e feliz.

Lulinha Tavares é coach esportivo, formado em Educação Física, MBA-FGV/FIFA/CIES, especialista em Psicologia do Esporte, empresário, pastor e líder da Igreja Batista da Graça em Queimados (RJ)

- Publicidade -

Comunhão Digital

- Continua após a publicidade -

Fique Por Dentro

França abre investigação contra 76 mesquitas

Governo francês investiga mesquitas que fomentam o extremismo religioso. Saiba mais

Comitê Interministerial de Doenças Raras no Brasil

O presidente do comitê poderá ainda convidar especialistas, membros da comunidade acadêmica e representantes de outros órgãos e entidades

Mirna Borges: Finanças, planejamento e controle

Uma das principais influenciadoras de finanças no Brasil, Mirna Borges, dá dicas de como sair do vermelho, acertar as contas e ter uma vida mais próspera com o dinheiro, através de princípios bíblicos. Confira!

O tratamento precoce de câncer de pele esta caindo 

A Sociedade Brasileira de Dermatologia informou que a procura por diagnóstico de câncer de pele caiu no Brasil. Saiba mais!

Entrevistas

Mirna Borges: Finanças, planejamento e controle

Uma das principais influenciadoras de finanças no Brasil, Mirna Borges, dá dicas de como sair do vermelho, acertar as contas e ter uma vida mais próspera com o dinheiro, através de princípios bíblicos. Confira!

João Mordomo: O desafio de evangelizar e plantar igrejas

Co-fundador da Crossover Global, movimento missionário de plantação de igrejas no mundo, fala do desafio de pregar o evangelho entre os povos não alcançados.

Abby Johnson: “Ninguém está além da graça e do amor de Deus”

Em entrevista exclusiva à Comunhão, a empresária Abby Johnson revela os detalhes que a fizeram deixar uma clínica de aborto para se tornar uma ativista pró-vida nos EUA. Confira!

Paulo Oliveira: Toda crise é boa para quem é pequeno

Como será de agora em diante para a economia, a política e a educação? E onde a Igreja entra nisso? Confira a entrevista com Paulo Oliveira, presidente do Instituto Renovo