22.9 C
Vitória
domingo, 22 maio 2022

5 maneiras de liderar com eficiência

Foto: unsplash

Não se trata de perfeição; é sobre a intenção de nossos corações

Por Marlon Max

Liderar é sempre um desafio. Ser um líder na igreja talvez seja ainda mais difícil, pois se lida com pessoas com diferentes histórias e propósitos. Os lideres mais efetivos nesta geração são reconhecidos pela disciplina e constância.

O Dr. Dan Reiland atua como Pastor Executivo na Igreja 12Stone, nos EUA e anteriormente, fez parceria com John Maxwell por 20 anos, primeiro como Pastor Executivo na Skyline Wesleyan Church em San Diego, depois como Vice-Presidente de Liderança e Desenvolvimento da Igreja na INJOY.

De acordo com Reiland, há pelo menos cinco pilares para uma liderança eficiente. Com vasta experiência treinando lideres em várias partes do mundo, o pastor aborda o tema com uma perspectiva bíblica, mesmo sabendo que liderar é uma habilidade útil em áreas seculares.

“Como um exemplo prático, não devemos descartar o recrutamento como uma habilidade administrativa secular. Quando você considera a profundidade das palavras de Jesus, ‘Venha e siga-me’, é um curso de mestrado em recrutamento em um nível espiritual. Do relacionamento à visão, o recrutamento é uma habilidade matizada que é essencial para o funcionamento da igreja. Nossa natureza como discípulo é a base que molda como e por que recrutamos”, esclarece Dr. Reiland.

A liderança é um esforço espiritual. E por isso é necessário que todo crescimento seja de dentro para fora. Ou seja, Deus atua para gerar crescimento nos lideres antes de liberá-los para seus destinos.

Veja os cinco pilares de uma liderança eficiente destacado por Dr. Dan Reiland

 

1. Para liderar bem, primeiro você deve estar disposto a seguir.

Não há liderança à parte de seguidores.

“Quem quiser ser meu discípulo deve negar-se a si mesmo e tomar diariamente a sua cruz e seguir-me”. (Lucas 9:23) Seguir também é uma atitude baseada no caráter, e a humildade é o traço de caráter central da atitude de um seguidor.

2. A liderança é baseada na responsabilidade sobre a autoridade.
“Toda autoridade no céu e na terra …” (Mt 28:18) foi dada a Jesus, mas Ele não faz nada à parte do Pai. A maneira como Jesus lida com Sua autoridade espiritual é nosso modelo de liderança e seguidores.

“Em verdade vos digo, o Filho nada pode fazer por si mesmo; ele pode fazer apenas o que vê seu Pai fazendo, porque tudo o que o Pai faz, o Filho também faz”. (João 5:19)

3. Servir é uma segunda natureza para um líder espiritual. O coração de servo foi uma das primeiras coisas que aprendi quando era um jovem discípulo. Mas demorei um pouco para aprender que só quando sirvo com alegria é que verdadeiramente modelo o exemplo de Jesus.

“Pois até o Filho do Homem não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida em resgate de muitos”. (Marcos 10:45)

Colocar os outros em primeiro lugar e servi-los não é nossa natureza humana instintiva, mas se torna uma segunda natureza para um líder espiritual com o tempo.

4. Nosso propósito aqui na terra tem alinhamento com o céu. Nosso propósito é muito claro, fazer discípulos, o que, é claro, inclui primeiro o evangelismo.

“Se primeiro não apresentarmos alguém a Cristo e vermos esse relacionamento começar, como podemos discipulá-lo? Nosso propósito como discípulo nunca foi apenas nos reunirmos em um grupo sagrado, mas compartilhar o evangelho com os outros”, destaca.

“Ele recuou cerca de um lance de pedra além deles, ajoelhou-se e orou: “Pai, se você estiver disposto, tire este cálice de mim; ainda não a minha vontade, mas a sua seja feita.” (Lucas 22: 41-42)

Como líder, como você se mantém alinhado com a missão e o propósito de Deus? É fácil ficar tão ocupado no ministério que podemos perder a noção do quadro geral.

5. Graça, fé e humildade definem o tom de nossa liderança. Devo admitir que poderíamos listar muitos outros traços essenciais aqui, então sinta-se à vontade para adicionar alguns que são mais significativos para você. Mas por uma questão de brevidade, vou me concentrar em apenas três.

A graça é um dos primeiros dons que encontramos como um novo discípulo, o amor é talvez a única coisa que o precede, e eles formam nossa liderança. A graça capacita muito no coração de um líder, da paciência ao perdão, sem o qual é quase impossível liderar seguindo o modelo de Jesus.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se