24.8 C
Vitória
sábado, 10 abril 2021

Do sonho às grandes conquistas! 5 anos do Instituto Água Viva

O tempo passou rápido e estes anos foram de muitos desafios, mas também de grande crescimento e de muitas realizações no Instituto Água Viva

Três mil crianças atendidas em 06 atividades socais, 557 sertanejos empregados em 7 projetos de geração e renda, 6 milhões de litros/dia de água gerados por dia e mais de 10 mil pessoas atendidas por ano. Este é o balanço do Instituto Água Viva, que promove ações no semiárido do sertão nordestino, que comemora cinco anos.

O Instituto é uma organização sem fins lucrativos, OSCIP, que tem sua base no Espírito Santo, e se dedica em socorrer, sobretudo os estados da Bahia, Pernambuco e Piauí, onde se observam os piores Índice de Desenvolvimento Humano-IDH.

O Instituto Água Viva está presente em 22 cidades, abrangendo 445 comunidades rurais e quilombolas, com renda per capta abaixo de 1/4 salário mínimo. O IAV escolheu transformar e impactar a geografia de uma região pouco apoiada no Brasil, e ser uma ponte para outras instituições na luta pela ressignificação e valoração do sertanejo.

Uma virada no sertão!

A região atendida pelo IAV está inserida no maior bolsão de pobreza do Brasil. Os problemas são recorrentes e precisam ser enfrentados como fome, sede, baixa qualidade de ensino, exploração sexual infantil, gravidez na adolescência, falta de oportunidade de emprego, ócio, alcoolismo e baixa autoestima.

IAV_sertão
Foto: Divulgação/ IAV

Muitas igrejas não estão presentes, nem mesmo os governantes tentam fazer a diferença por meio de implementação de políticas públicas nesses locais. O Instituo promove ações justamente para amenizar esses problemas. Um dos trabalhos implantados foi a inauguração do complexo social de Lapão, construído com a ajuda de parcerias com empresas.

Trata-se de uma casa da família que atende crianças em estado de vulnerabilidade social; salas multiuso, onde crianças, adolescentes e jovens tem acesso a aulas de música, informática, reforço escolar e ballet. Além disso, elas recebem alimentação diária.

“O Instituto Água Viva conseguiu avançar, mas a verdade que há muito mais para fazer. Acreditamos que agora é hora de um impulsionamento social gigantesco no Sertão. Basta acreditar e trabalhar. E nós acreditamos no povo Sertanejo do Brasil!”, afirma Carlinston de Lima Pereira, presidente do IAV.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se