23.6 C
Vitória
quinta-feira, 22 outubro 2020

400 muçulmanos radicais aceitam Jesus no mesmo dia

Leia também

Tereza Cristina diz ver potencial para crescimento no comércio com países árabes

Em meio à crise decorrente da covid-19, o Brasil demonstrou capacidade de cumprir com seus compromissos internacionais

‘Reconheço mérito, mas correções podem ser feitas’, diz Marques

O desembargador evitou se posicionar se é favorável ou não a uma revisão na prisão após condenação em segunda instância

Ministro da Saúde testa positivo para covid-19

Pazuello já havia tido febre e passado mal no início da semana, deixando, inclusive de participar de cerimônias públicas

Etnia fulani da Nigéria é considerada “pior que o Boko Haram”. No ano passado, islâmicos radicais da etnia fulani mataram mais de 800 cristãos e destruíram pelo menos 16 igrejas.

Juntamente com o Boko Haram, os jihadistas fulani vem varrendo a Nigéria em uma onda de violência que deixa para trás um rastro de sangue. Seu objetivo declarado é acabar com o cristianismo no país.

De acordo com o Índex de Terrorismo Global, os dois juntos são um dos grupos militantes mais mortífero do mundo, após o Estado Islâmico. Mas para as autoridades nigerianas, são ainda piores do que os membros do Boko Haram, pelos seus requintes de crueldade.

Por isso, o país foi chacoalhado pela notícia que cerca de 400 fulanis se converteram recentemente ao cristianismo e prometeram promover a paz em seu país. A conversão “em massa” vem sendo anunciada pelo pastor Copper Sebok, líder da Church of Christ In Nations. Sete deles receberem treinamento e recentemente foram ordenados pastores.

Em um encontro que reuniu a maioria desses novos cristãos, o pastor Sebok os pediu que pregassem o evangelho da paz aos seus amigos e familiares fulani, para cessar a violência no país.

Sebok ressaltou ainda que ficou provado que não existe um grupo étnico ou tribo que “não possa ser alcançado com o evangelho de Cristo”. Esse era uma ideia bastante difundida na Nigéria.

Falando em nome dos convertidos, o recém nomeado pastor Hassan Mohammed expressou gratidão a Deus por lhes dar uma “nova vida”. Afirmou que eles, “armados com sua nova fé”, iriam proclamar o evangelho não só para os demais fulani, mas para todas as outras pessoas.

Nos últimos anos, o conflito dos fulani, na sua maioria pastores de gado, vem envolvendo questões étnicas, religiosas e políticas. Como a Nigéria vem experimentando um rápido processo de mudança climática, incluindo a desertificação das antigas pastagens e um baixo índice de chuva, a criação de gado ficou muito prejudicada no norte do país, de maioria islâmica.

À medida que os pastores começaram a procura pastagem férteis para o seu gado no sul, começaram a encontrar aldeias de agricultores cristãos e inevitavelmente entraram em conflitos violentos com eles. Em vários casos, eles invadiam os locais, matavam ou expulsavam os moradores e saqueavam tudo.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Nigéria: Campanha contra o fim da violência contra cristãos

Campanha “Pare as mortes no sul de Kaduna”, que pede o fim da violência contra cristãos na Nigéria foi lançada no domingo (09).

Relatório Internacional aponta perseguição a cristãos na Nigéria

Documento afirma que o que está acontecendo aos cristãos na Nigéria se assemelha a genocídio e 'limpeza étnica'

Cristãos ex-muçulmanos enfrentam perseguição da família na Nigéria

Na Nigéria, cristãos continuam enfrentando perseguição. As punições dos parentes podem ser espancamento e até a morte

Meninas do Chibok: Seis anos de incertezas

Pais das meninas sequestradas esperam volta das filhas, enquanto Boko Haram continua sequestrando meninas e mulheres na Nigéria. Confira!

Mais de 300 mortes de cristãos na Nigéria em 2020

Segundo ONG, pelo menos 11.500 cristãos nigerianos foram mortos desde junho de 2015. Cerca de 350 foram mortos nos primeiros 2 meses de 2020....

Governo da Nigéria reconhece o terror cometido à cristãos

O objetivo do Boko Haram e do ISWAP é "dividir o irmão cristão do irmão muçulmano", disse o governo de Buhari em entrevista. Confira! O...

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

Semana dos manuscritos do Mar Morto; Saiba mais!

Arqueólogos e especialistas vão apresentar um dos mais impactantes achados da humanidade, na semana dos manuscritos do Mar Morto. Evento, que começa nesta segunda,19, é gratuito!

Live Solidária “Um Com Eles” em Libras

A live solidária, realizada pela Portas Abertas, será transmitida pelo Facebook, e estará acessível a todos que entendem a língua brasileira de sinais. Saiba mais!

Desafio Superação em corrida virtual; É neste domingo, 18

Em alusão ao Outubro Rosa, o Desafio Superação vai mobilizar mulheres cristãs de todo o Brasil em prol da saúde. Saiba mais!

Vovô Raul Gil recebe artistas gospel em live; Saiba mais

A live gospel do Vovô Raul Gil será no dia 21 de outubro e vai reunir personalidades e artistas evangélicos. Saiba mais!
- Publicidade -

Plugue-se

“40 Dias – Milagre Da Vida”: impacto e esperança

Pastores e líderes de diversos lugares do país, mobilizaram pessoas de suas igrejas, amigos e familiares para conferirem no cinema a história impactante de Abby Johnson

Rayssa Peres em “Somos mulheres de Deus”

Música é uma homenagem às mulheres. Conheça a canção!

Deive Leonardo de volta as pregações presenciais

Fenômeno da internet, Deive Leonardo grava a primeira série presencial em Itajaí (SC) depois de um bom tempo sem gravar por conta da pandemia.

Episódios do Nossa Música Brasileira; Assista aqui!

Nossa Música Brasileira acontece em formato on-line, com episódios até o final de 2020.. Confira aqui!