23.8 C
Vitória
quinta-feira, 18 abril 2024

Dia da Igreja Perseguida com balanço dos trabalhos prestados aos missionários e oração

Uma das principais preocupações recentes da Portas Abertas está na situação de cristãos em vários países localizados no continente africano, como Tanzânia e Quênia

A Portas Abertas comemorou neste domingo (11) o Dia da Igreja Perseguida (DIP). Na data, igrejas prestaram serviços a missionários, oraram e abordam o tema em reuniões.

Idealizado em 1988 por André, fundador da Portas Abertas – instituição que promove o apoio a cristãos perseguidos no mundo -, o dia varia a cada ano, pois é marcado a cada domingo depois do pentecostes.

“Foi um momento de reflexão e de intercessão para que o Senhor fortaleça nossos irmãos perseguidos a perseverar firmes no evangelho”, disse a instituição.

Uma das principais preocupações recentes da Portas Abertas está na situação de cristãos em vários países localizados no continente africano, como Tanzânia, Quênia, Sudão e Etiópia.

“O continente africano tem enfrentado levantes violentos contra cristãos nos últimos anos. A militância islâmica radical na África é parte de uma corrente ideológica global. A longo dos últimos anos, grupos inspirados no Estado Islâmico (EI) invadiram várias vilas e aldeias de cristãos que foram hostilizados, mas não negaram sua fé”, afirmaram.

- Continua após a publicidade -

A instituição reafirma a preocupação com o extremismo religioso. “O Oriente Médio não é o único lugar hostilizado por extremistas. Homens e mulheres são convertidos à força ao islã, comunidades inteiras são desalojadas e igrejas são destruídas. A pressão sobre os cristãos é muito grande, mas eles permanecem firmes”, finalizaram.

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Publicidade

Comunhão Digital

Publicidade

Fique por dentro

RÁDIO COMUNHÃO

VIDA E FAMÍLIA

- Publicidade -