18.9 C
Vitória
quinta-feira, 29 julho 2021

Volta às aulas

Mais Artigos

O escritor T. S. Eliot é autor de um dos mais belos pensamentos que eu conheço. Ele diz o seguinte: “Não devemos parar nossas explorações, e o final de todas as explorações será chegar ao ponto onde começamos e ver o lugar pela primeira vez”.

Nós, seres humanos, somos exploradores por natureza. As descobertas e os desafios exercem sobre nós um grande fascínio. Por isso, poucas coisas são tão importantes quanto o estudo. Afinal, é ele que nos possibilita explorar o maravilhoso universo do conhecimento.

Todos os estudantes estão vivendo, neste mês, o clima de volta às aulas. Após um período de merecidas férias, retornamos à escola, às faculdades e aos seminários. Aguardam-nos novas e fascinantes descobertas. Sem dúvida, aprenderemos coisas importantes, que enriquecerão nossas vidas e nos prepararão para o futuro.

Mas que tal ver de um jeito diferente, nessa volta às aulas, o lugar onde você estuda?

A Bíblia está repleta de voltas maravilhosas. Jacó voltou para casa e viu Esaú não mais como um adversário, e sim como um irmão. Moisés retornou ao Egito não para reclamar o trono, mas para libertar seu povo. Os exilados em Babilônia regressaram a Judá e aprenderam a dar valor à terra da qual haviam saído por causa dos seus pecados. Paulo voltou a Jerusalém não mais para perseguir os cristãos, e sim para unir-se a eles na proclamação do Evangelho.

O que todos esses personagens tiveram em comum? Eles voltaram a um lugar que já conheciam (ou pensavam que conheciam), mas o enxergaram, de verdade, pela primeira vez. E quais foram os resultados? Grandes bênçãos e transformações!

Deus está sempre nos trazendo de volta, mas ele deseja que enxerguemos nosso ponto de partida de um jeito diferente. Quer que vejamos nossa escola como um campo missionário. Quer que valorizemos nossa classe na EBD (Escola Bíblica Dominical) como o grande privilégio que ela é. Deseja que entendamos que cada hora que passamos no cursinho é uma manifestação do seu amoroso cuidado, e um preparo para grandes conquistas. Isso significa que você não precisa de uma mudança de ares, e sim de uma mudança de atitude.

“O final de todas as explorações será chegarmos ao ponto onde começamos e ver o lugar pela primeira vez”, escreveu Eliot. Quando isso acontece, a gente sabe que mudou (ou melhor, que cresceu). Volte às aulas com uma alegre disposição e uma elevada expectativa. As bênçãos do Senhor estão ali, prontinhas, esperando por você. Só é preciso ter olhos para ver.

Pastor Marcelo Aguiar
Pastor adjunto da Igreja Batista da Mata da Praia, em Vitória; psicólogo clínico e escritor

Matéria anterior A Igreja
Próxima MatériaToque no Altar
- Publicidade -

Comunhão Digital

- Continua após a publicidade -

Fique Por Dentro

Entrevistas