back to top
22.1 C
Vitória
segunda-feira, 15 DE julho DE 2024

12 dicas para fortalecer o relacionamento com Deus

Foto: Reprodução

Congregar em uma igreja, evangelizar, ser grato e obediente, orar e ler a Bíblia são algumas práticas que geram intimidade com o Pai

Por Patricia Scott

As Sagradas Escrituras revelam o desejo de Deus de se relacionar com o Seu povo. Isto ocorre desde o Éden, quando Ele, diariamente na viração do dia, tinha um encontro com Adão (Gênesis 2 e 3). Nesse sentido, outro exemplo é o de Abraão que, conforme Tiago 2.23, é chamado de “amigo” do Criador.

Essa mesma intimidade o Senhor deseja desfrutar dos com Seus filhos, atualmente. Entretanto, na correria do dia a dia, devido às inúmeras tarefas e compromissos, muitos cristãos não conseguem fortalecer a intimidade com o Pai.

“Em meio às complexidades e aos desafios do mundo moderno, é fácil perder de vista o que é mais importante: a intimidade com o Criador”, diz o pastor Michel Simplicio, da Igreja Ministério Mais de Cristo em Biguaçu (SC). Por isso, o líder religioso orienta: “Defina bem as suas prioridades, tenha Deus como base e creia que ele suprirá todas as suas carências, sejam elas emocionais, materiais, espirituais ou financeiras”.

- Continua após a publicidade -

Desse modo, ele destaca que a disciplina espiritual é vital no relacionamento com Deus. Isto porque o crente precisa dispor de tempo para falar com Ele e ouvir a Sua voz. “Seja disciplinado e fique mais tempo a sós com Deus, pois esse hábito fará com que você chegue a lugares altos”, salienta o autor do devocional “Priorize Deus”, lançado pela Editora Vida, que acrescenta: “O Senhor o está chamando para um novo tempo, e a disciplina espiritual é muito importante em sua vida de fé”

A gratidão, de acordo com o pastor, também fortalece a intimidade com o Senhor. “Renda graças ao Senhor, pois o mesmo Deus que realizou maravilhas no passado faz o mesmo no presente e está cuidando do seu futuro. Então, lembre-se de Deus em tudo e creia que o melhor ainda está por vir”, prega e conclui: “Vá à igreja, não deixe de congregar, mantenha os bons princípios e lembre-se de que é necessário ser fiel até o fim”.

Importância da oração

Já o teólogo Magno Paganelli considera que toda pessoa tem o seu modo de manifestar intimidade com o Criador. Alguns seguem orações preconcebidas, outros optam pelo modo particular de falar com Deus.

“Há orações bastante conhecidas, como a do Pai-Nosso, por exemplo, que é repetida por cristãos no mundo todo. Mas, será que a aplicação em nossa vida e crescimento espiritual das orações que fazemos tem acontecido?”, pergunta o autor dos livros “A Oração Que Deus Responde” e “Caminhando Com Deus Pai, da Acaz Editorial/Citadel.

De acordo com ele, orações não devem ser vistas como meras palavras para aliviar as tenções ou para dar a falsa sensação de que está sendo visto e protegido. “Elas não são mantras nem fórmulas para usarmos em qualquer situação”, pondera e salienta: “Então, como entender o papel da oração e como ela pode funcionar em nossa vida?”.

Magno responde à indagação: “A oração que Deus responde precisa ser vista como a revelação do coração de Deus”. Assim, ele prossegue: “Considerada dessa maneira, a oração dominical, como passou a ser chamada, torna-se inspiradora. Além disso, ela deve nos levar a entendermos profundamente: o Reino de Deus, nossa relação com os atributos da revelação sobre Deus, compreensão do plano de Deus para nós, nosso sustento, relação de causa e efeito entre Deus, as pessoas e nós, além das provações a que somos submetidos”.

Leitura bíblica e serviço na obra

Ao seguir a mesma linha de raciocínio, o pastor Daniel Simoncelos, da Igreja Presbiteriana Esperança, em Vitória (ES), no Espírito Santo, destaca a leitura e a meditação nas Sagradas Escrituras. “É um momento de solicitude separado para Palavra de Deus. Essa leitura não deve ser isolada, mas com entendimento do contexto”, observa, orientando que a leitura bíblica deve ser sequencial, “para que haja crescimento no conhecimento da Palavra com aplicação prática”.

Ele lembra ainda que o aprofundamento nas Sagradas Escrituras é essencial não somente para a intimidade com Deus, mas também para conhecer toda a vontade dEle, no Antigo e no Novo Testamentos. “Ao ler quatro capítulos da Bíblia por dia, em 10 meses você concluirá todo o Livro Sagrado”.

Por fim, Daniel recomenda os atos de serviço na comunidade de fé. Isto porque eles fazem com que os cristãos se aproximem mais do Senhor, uma vez que os seguidores de Jesus são chamados para serem Suas mãos, Seus pés e Sua boca nessa Terra. “Para agirmos e seguirmos Cristo, devemos estar com os nossos ouvidos e olhos atentos ao nosso redor para servirmos ao próximo e levarmos a Palavra”, afirma, assegurando que “ajudar o necessitado é colocar em prática os ensinamentos bíblicos, retirando-se do centro e deixando o egoísmo, para estarmos disponíveis para sermos sal e luz onde quer que estejamos”.

Prática do jejum 

O jejum está presente tanto no Antigo quanto no Novo Testamento. Os profetas, os apóstolos, Jesus e muitos homens de Deus, ao longo da história, experimentaram os benefícios espirituais do jejum. Assim, essa prática cristã não é apenas abstinência de alimento.

“Jejum é fome de Deus, saudade do céu. Jejuar é amar a realidade acima do emblema. O alimento é bom, mas Deus é melhor”, prega o pastor presbiteriano Hernandes Dias Lopes, acrescentando que “a comunhão com Deus deve ser a nossa mais urgente e apetitosa refeição. Nós glorificamos a Deus quando o preferimos acima dos seus dons”.

O pastor explica que o propósito do jejum não é uma promoção pessoal nem uma trombeta a alardear a espiritualidade diante dos homens. “O jejum não é meritório. Jejuamos para nos deleitarmos em Deus. Jejuamos porque temos saudade de Deus e não podemos viver vitoriosamente sem ele”.

Desse modo, Hernandes pondera que o propósito do jejum não é obter o favor de Deus ou mudar a sua vontade (Is 58.1-12). Tampouco impressionar os outros com uma espiritualidade farisaica (Mt 6.16-18).

“Jejuar para ser admirado pelos homens é ter uma motivação errada. O jejum é para nos humilharmos diante de Deus (Dn 10.1-12), para suplicarmos a Sua ajuda (2 Cr 20.3; Ed 4.16) e para voltarmo-nos para Deus com todo o nosso coração (Jl 2.12,13)”, ressalta o pastor, que finaliza: “O jejum é para reconhecermos a nossa total dependência divina (Ed 8.21-23). É um instrumento para fortalecer-nos com poder divino, em face dos ataques do inferno (Mc 9.28,29)”.

Importância da obediência

Outro ponto para o fortalecimento da relação com Deus é a obediência. Segundo o pastor Marcelo Aguiar, da Igreja Batista em Mata da Praia, Vitória (ES), quando o cristão obedece é chamado para andar com o Senhor. “Seremos desafiados, testados e moldados. Precisaremos realizar sacrifícios, abrir mão de coisas importantes e colocar tudo sobre o altar”. 

As consequências dessa postura é revelada por Aguiar: “Seremos abençoados e enriquecidos. Cresceremos espiritualmente, contemplaremos milagres e viveremos grandes experiências com Cristo”. Ao longo do processo, “o poder de Deus nos transformará em pessoas melhores. Alcançaremos vitórias memoráveis. Seremos usados pelo Criador”. 

Por isso, o pastor recomenda ao cristão depositar tudo sobre as mãos do Pai celestial, na convicção de que elevados são os ganchos da obediência. Marcelo cita a passagem de 2 Crônicas 15.7: “Sejam fortes e corajosos, pois o seu trabalho será recompensador”. Assim, “nosso olhos verão a colheita daquilo que foi semeado. Nosso coração se alegrará pelos feitos do Senhor”, finaliza o autor do livro “Quando Nossa Fé é Provada”, lançado pela Mundo Cristão. 

12 oportunidades para fortalecer o relacionamento com Deus no dia a dia

  • Tenha Deus como prioridade
  • Ore
  • Seja grato
  • Jejue
  • Obedeça o Senhor
  • Leia a Palavra de Deus 
  • Seja atuante na obra do Senhor
  • Congregue em uma comunidade de fé
  • Mantenha os princípios bíblicos 
  • Medite nas Sagradas Escrituras 
  • Mantenha a prática devocional
  • Pratique o evangelismo 

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Publicidade

Comunhão Digital

Publicidade

Fique por dentro

RÁDIO COMUNHÃO

VIDA E FAMÍLIA

- Publicidade -