23.3 C
Vitória
sábado, 20 abril 2024

12 dificuldades dos jovens cristãos

A todo o momento os jovens são tentados a abandonar a fé. Foto: Freepik

Na faculdade, no estágio, em casa, na academia ou em uma reunião social, a juventude é sempre bombardeada a desistir de sua fé.

Por Cristiano Stefenoni

Em uma sociedade onde os valores cristãos estão cada vez mais em cheque, ser um jovem evangélico é um desafio. Na faculdade, no estágio, em casa, na academia ou em uma reunião social, a juventude é sempre bombardeada a desistir de sua fé. Nessas horas é importante entender o que mais tem afligido esse grupo e oferecer alternativas para que eles não saiam da igreja e permaneçam firmes em Jesus.

“Sempre incentive os jovens a orar, jejuar e ter experiências intensas e marcantes com Deus. ‘E se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e buscar a minha face e se converter dos seus maus caminhos, então eu ouvirei dos céus, e perdoarei os seus pecados, e sararei a sua terra’ (2 Crônicas 7:14). Esse relacionamento íntimo com Deus vai ser a maior de todas as motivações para eles permanecerem na igreja mesmo diante de tantas lutas, dificuldades e tentações do mundo”, afirma Denis Souza, escritor, palestrante e pastor na Igreja Assembleia de Deus, ministério Vila Guilherme (SP).

Abaixo você confere algumas das maiores dificuldades enfrentadas pela juventude cristã nos dias atuais.

- Continua após a publicidade -

12 dificuldades dos jovens cristãos

1 – Identidade
Durante séculos o cristianismo vem sofrendo modificações em modos, usos, costumes, doutrinas e princípios. Em alguns casos isso acaba criando conflitos de gerações, pois os jovens foram educados de um modo, mas o mundo que eles vivem é completamente diferente do que foram ensinados. É essencial abertura de diálogo para que os jovens entendam que princípios não se alteram, apesar do mundo ter mudado.

2 – Pecado
Na Bíblia, pecar é transgredir a Lei de Deus. E os jovens amam transgredir, são rebeldes. Contudo, pecado também é uma condição humana. O meio de resolver isso é a graça. “Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus; Sendo justificados gratuitamente pela sua graça, pela redenção que há em Cristo Jesus”. Romanos 3:23,24

3 – Fé dos pais
Grande parte dos jovens também tem a dificuldade de aceitar a fé dos pais, não que haja algo de errado com a crença deles. Mas o fato é que o jovem gosta de ser livre e pensar por si mesmo. É preciso prosseguir em conhecer as verdades bíblicas de forma que a fé seja vivenciada intensamente por adultos e jovens, respeitando as experiências de cada um.

4 – Relativismo
O relativismo é um conceito em que os pontos de vista não têm uma verdade absoluta ou validade em si mesma, mas possuem valor relativo, subjetivo, e de acordo com as diferenças na percepção e consideração. Quando o assunto é “Deus Verdade Absoluta” é impossível colocarmos o Criador dentro da caixinha do relativismo. Se não existe certo e nem errado o que existe então? Como pode algo ser verdade para você e ao mesmo tempo mentira para mim?

5 – Coletivismo
Trata-se de qualquer perspectiva filosófica, política, religiosa, econômica ou social que enfatiza a interdependência de todos os seres humanos. O problema é que, ao invés de influenciar, os jovens costumam ser influenciados, levados, pelas armas que deveriam “combater”. Não venda a sua fé simplesmente para fazer parte do grupo.

6 – Depressão
A depressão também é uma das dificuldades que os jovens enfrentam, principalmente, os cristãos. Eles precisam encontrar nos adultos, amigos para os ajudarem a enfrentar a depressão.

7 – Redes sociais
A internet se tornou uma forma de interagir extremamente importante, mas essa ferramenta também trouxe a revelação da fragilidade do interior dos homens. Não existe mais privacidade: compartilhamos tudo, comida, viagens, momentos e nos esquecemos de viver experiências reais da vida. Sem contar o fácil acesso a pornografia e uma série de outros problemas derivados do meio.

8 – Hipocrisia
O problema da hipocrisia é não viver aquilo que se prega e isso não se alinha ao discurso do verdadeiro cristianismo. Ou você é cristão ou você não é, sim, sim, não, não o que passar disso não provém de Deus.

9 – Liberdade
Sabemos que o ser humano é livre e pode rejeitar ou não os conselhos dos pais e da Bíblia. Mas muitos não sabem lidar com essa liberdade e a confundem com libertinagem. Por isso, é importante saber usar essa liberdade para não ser um escravo do pecado. “Lembra-te também do teu Criador nos dias da tua mocidade, antes que venham os maus dias, e cheguem os anos dos quais venhas a dizer: Não tenho neles contentamento” (Eclesiastes 12:1).

10 – Sexo
Os cristãos acreditam que o sexo foi feito para ser desfrutado dentro do plano do casamento e o que sai fora disso é pecado. Mas como lidar com os que caíram? Devem ser tratados com perdão. Não se pode ignorar, mas caso aconteça, é preciso ter uma postura correta.

11 – Drogas
É claro que não é todo jovem cristão que usa droga, mas existem em nosso meio os que estão enfrentando essa dificuldade, seja ela lícita ou ilícita. É essencial haver diálogo entre a comunidade cristã, a sociedade e a família para que o jovem tenha todo suporte que precisa para se libertar.

12 – Fé
Uma outra dificuldade que os jovens enfrentam é o de desenvolver a fé. Para aumentá-la, é importante investir diariamente em Bíblia, oração e testemunho.

Fonte: Palestraparaprofessores.com

 

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Publicidade

Comunhão Digital

Publicidade

Fique por dentro

RÁDIO COMUNHÃO

VIDA E FAMÍLIA

- Publicidade -