Trabalho missionário na Copa do Mundo gera primeiros frutos

Um mês depois, no país da Copa, a marca de Cristo foi impressa na vida de 350 crianças que participaram das atividades promovidas pelos Voluntários Sem Fronteiras.

Além de 50 pais com os quais tiveram contato, os brasileiros evangelizaram mais de 300 pessoas. Uma mãe testemunhou aos missionários: “Estou imensamente grata por vocês virem para cá. Primeiramente, porque meus dois filhos estão adorando os treinos de futebol. E segundo, porque nós aqui na Rússia estamos num momento decisivo. A gente fala que conhece a Deus, mas na realidade estamos distantes Dele. Foi necessário vocês virem de tão longe para nos lembrar de que precisamos ter comunhão pessoal com Deus”, declarou.


Leia mais

Aos 90 anos, ela não pára de fazer Missões

Aproveite as promoções especiais na Loja da Comunhão!