O testemunho de quem foi alcançado pelo Evangelho

Cristãos perseguidos na Índia. Foto: Reprodução Web

Mesmo tendo escapado da morte várias vezes ela não perde a fé em Deus.

Por questão de segurança ela não pode ter a identidade revelada. Mas a história é impressionante. Trata-se de uma cristã que passou vários anos em prisões e em campos de trabalhos forçados na Coreia do Norte. Perdeu a filha de 26 anos, que morreu de fome e o marido, que foi martirizado na prisão por causa de sua fé.

A cristã foi abordada pela equipe de missionários da Missão Portas Abertas, que está no país entrevistando refugiados. Segundo relatos da ONG, apesar de toda dor que carrega, a mulher demonstra alegria. “Em muitos momentos na minha vida, eu quase morri. Mas estou viva, graças à maravilhosa graça de Deus”, declarou após cantar a música Amazing Grace (Maravilhosa Graça) em coreano.

A Índia é o 11° colocado na Lista Mundial da Perseguição 2018. Nos últimos anos, a intensidade da perseguição e da discriminação contra cristãos aumentou. No país, cerca de 80% da população segue as tradições do hinduísmo. É um movimento que busca o retorno da população às práticas hinduístas tem ganhado muito espaço. Segundo a Portas Abertas, vivem no país cerca de 300 mil cristãos.

*Com informações da Missão Portas Abertas


Leia mais

Coréia do Norte – Crianças são forçadas a odiarem o cristianismo
Nepal e Azerbaijão entram na Lista Mundial da perseguição
Domingo da Igreja Perseguida será voltado para a Índia

Aproveite as promoções especiais na Loja da Comunhão!