Testemunho de Bianca Toledo


“Exaltarei o nome de Jesus Cristo enquanto eu viver”


A busca por Deus sempre foi algo constante na vida da missionária brasiliense Bianca Toledo. Na adolescência, ela achava que necessitava de respostas. Crendo em um Deus de misericórdia e amor, aos 16 anos se viu livre de vícios e prisões emocionais, assim como transtornos comportamentais aliados à depressão. Descobriu ainda na adoração e no serviço à Igreja que sua vida poderia ter um significado imensurável e útil para levar outras pessoas ao Pai. Envolveu-se então em todos os departamentos possíveis, ciente de seu papel de obreira.

Aos 18 anos, Bianca começou a estudar Psicologia, mas acabou trocando para o curso de Música, já que seu ministério com louvor e adoração crescia a cada dia. No entanto, já na idade adulta teve que lidar com escolhas certas e erradas. Mesmo sabendo ser o correto a se fazer, ela tinha dificuldades em entregar totalmente o controle de sua vida nas mãos de Deus. A carência e a insegurança lutavam sempre contra a vontade de fazer a vontade perfeita e inegociável de Deus.

Em 2008, veio primeiro álbum solo, “O Amor Prevalecerá”. A artista alcançou o sucesso na carreira, mas acalentava o sonho de ser mãe. E no início de 2010, recebeu a notícia de que estava grávida. “Foi a maior emoção de minha vida. Logo nos primeiros meses, soube que esperava um menino e o gerava sabendo que seria um profeta para as nações. Por oito meses, dediquei-me integralmente à saúde e aos preparativos para receber a minha herança”, contou.

Mas infelizmente, Bianca teve sua rotina completamente transformada logo no momento que tinha para ser o mais feliz na vida de toda mulher. Quinze dias antes da data prevista para o parto, ela acordou com uma dor abdominal aguda e teve que correr para o hospital. O menino nasceu, mas só pôde ir para casa 10 dias depois, devido a complicações do parto. Bianca estava ainda pior. Seu organismo entrou em choque, e ela teve que ser submetida a uma cirurgia que confirmou que o intestino havia se rompido. A missionária ficou 52 dias em coma, passou por 20 cirurgias e 300 transfusões de sangue, teve duas paradas cardíacas, uma delas de mais de oito minutos, e precisou tomar antibióticos fortíssimos.

Os sistemas cardiovascular, respiratório e renal estavam falidos. A única esperança era um verdadeiro milagre. Eis que igrejas do Brasil todo e de fora também se uniram em um clamor incessante. A oração insistente dos amigos e familiares deu resultado, e o milagre começou a acontecer em dezembro de 2010, quando Bianca saiu do coma. Entretanto, o corpo ainda não respondia, e ela precisava de aparelhos para respirar: “Passei o Natal e o Ano Novo sem falar, sem me mexer, pensando que havia uma vida lá fora, que meu filho estava em algum lugar e eu estava ali, à espera de um milagre. Foi o Espírito Santo quem me sustentou em todos os momentos, zelando cuidadosamente por mim”, explicou.

No início de 2011, quando foram suspensos todos os medicamentos, seu organismo, surpreendentemente, reagiu. As orações continuaram com mais fervor e, mesmo fazendo seis horas diárias de hemodiálise, Bianca mantinha a esperança. A paciente só recebeu alta em 18 de fevereiro, quando, cinco meses após o nascimento de seu filho, pôde, enfim, vê-lo. “Eu ainda não podia tocá-lo e permaneci assim por mais 40 dias”, enfatizou. Segundo ela, tudo passa a ser apreciado quando se vive uma grande provação. “Eu posso dizer que entendi o valor da vida quando recebi de volta o ar que eu respiro. E me livrei do respirador mecânico e da traqueostomia. Redescobri a vida. Livrei-me das vaidades”, destacou.

Com a aparência diferente de outros tempos e emocionalmente debilitada, ela ainda passou por muitos desafios emocionais, dentre eles o divórcio. A solidão e as incertezas passaram a rondá-la, mas contra uma filha de Deus, o medo e angústia não duram muito tempo. A mesma igreja que clamou pela ressurreição de Bianca se fez presente na reconstrução de suas capacidades físicas, emocionais e espirituais. “Fui resgatada da superficialidade e no meio da dor mais profunda que alguém pode experimentar. Perdi tudo, mas a gratidão de viver de novo me reconstruiu. A Bíblia diz que o Poder de Deus se faz perfeito em nossas fraquezas e eu vivi isso da forma mais real e completa que alguém pode imaginar. Conheci o poder de Deus e a irrelevância humana”, frisou.

Nova Vida
Há mais de dois anos, a missionária serve em tempo integral ao Ministério Prova Viva. Bianca tem sentido uma necessidade incontrolável de dizer ao mundo que Deus existe. Ela, que congrega na Igreja Batista Central da Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, afirma que o Espírito Santo agiu poderosamente na sua vida, operando milagres invisíveis e curas profundas da alma que a tornaram livre para se entregar ao seu ministério integral. “Passei a viver o que a Bíblia diz, incrivelmente, na prática, compreendendo seus detalhes. Na medida da intensidade da experiência que eu tive, assim continuei vivendo, sem perder a consciência do valor de cada segundo de vida. Hoje, sei que a Plenitude de Deus é para todos, mas a morte do ego é fundamental. E Deus sobrenaturalmente restaurou todo o meu corpo e todas as áreas da minha vida com generosidade e amor, dando-me mais do que sonhei enquanto vivo para Ele”, falou.

Após anos sozinha, a brasiliense recebeu uma surpresa generosa de Deus. Exaltando o nome dEle, foi encontrada pelo seu marido, pastor Felipe Heiderich, que se uniu a ela no ministério Prova Viva. Bianca se tornou conferencista e autora best-seller de dois livros, um deles autobiográfico e outros relacionados à cura das emoções e a edificação da Igreja. “Minha vida está em reconstrução e avivamento constante, resultados de uma consagração radical, afim de anunciar o Poder de um Deus que não desiste de alcançar nossos corações, e pela Sua misericórdia e graça oferece Seu amor e poder para nos preencher por completo. Esse é o motivo da minha vida hoje: anunciar a volta de Jesus e manifestar o poder da Verdade estampada em minha vida. Exaltarei o nome de Jesus Cristo enquanto eu viver”, frisou ela. Em 2014, como marca de mais um milagre de superação, Bianca volta a cantar. Ela lançará um CD e um filme documentário sobre sua história.

Compartilhe

Aproveite as promoções especiais na Loja da Comunhão!