Final da Copa – técnico da Cróacia destaca contra-ataque francês

Foto: Reprodução Web

Zlatko Dalic destacou as qualidades da França, adversária na final da Copa do Mundo no próximo domingo (15)

O croata Zlatko Dalic falou em entrevista coletiva nesta quinta-feira (13) especialmente sobre a defesa e os contra-ataques dos franceses.

“Jogamos a partida mais dura contra o rival mais difícil porque se trata de uma final. Não é fácil jogar contra a França. Eles têm uma grande solidez defensiva e, ao lado de Bélgica e Marrocos, contam com o melhor contra-ataque. Mbappé é muito rápido e eles jogam muito bem contra-atacando, mas, sendo solidários, podemos resistir a isso”, afirmou o treinador no Estádio Luzhniki, em Moscou, palco da grande decisão do Mundial.

Dalic também reclamou do fato de a seleção croata chegar ao duelo decisivo mais cansada que a adversária devido às prorrogações, mas garantiu que isso não será usado como desculpa por seus atletas.

“Somos a única equipe que vai jogar oito partidas. Além disso, a França vai estar mais descansada porque teve um dia a mais para se recuperar. Mas não é uma desculpa. Embora seja uma dificuldade a mais, temos a energia e a motivação suficiente para superá-la”, destacou o técnico na entrevista.

A Croácia precisou do tempo extra para bater a Dinamarca nas oitavas de final, a Rússia nas quartas e a Inglaterra na semifinal. Somados, os 30 minutos adicionais de cada partida significariam um jogo a mais para os comandados de Dalic no torneio.

O árbitro da partida deste sábado entre Bélgica e Inglaterra, em São Petersburgo, pelo terceiro lugar da Copa, que será o iraniano Alireza Faghani, auxiliado pelos compatriotas Reza Sokhandan e Mohammadreza Mansouri. Os senegaleses Malang Diedhiou e Djibril Camara serão, respectivamente, o quarto árbitro e o assistente reserva.

FINAL

Argentino Néstor Pitana será o árbitro da final da Copa do Mundo. Ele foi anunciado nesta quinta-feira (12) pela Fifa para a disputa no domingo entre França e Croácia no estádio Luzhniki, em Moscou.

Pitana será auxiliado nas linhas pelos compatriotas Hernán Maidana e Juan Pablo Belatti. O quarto árbitro será Bjorn Kuipers, da Holanda, mesmo país de origem do assistente reserva, Erwin Zeinstra.

O trio argentino também trabalhou na partida de abertura da Copa, entre Rússia e Arábia Saudita. Ainda pela fase de grupos, os três foram os responsáveis pela arbitragem da partida entre México e Suécia. Nas oitavas de final, eles foram os árbitros do duelo entre Croácia e Dinamarca, e nas quartas trabalharam no jogo entre Uruguai e França.


Próximas partidas

Disputa pelo terceiro lugar

Bélgica x Inglaterra
Sábado (14), às 11 horas

Final

França x Croácia
Domingo (15), às 12 horas


*Com informações da Agência EFE

Aproveite as promoções especiais na Loja da Comunhão!