50 anos da Igreja Cristã Maranata no Senado

Foto: Jane de Araújo/Agência Senado

O fundador da Igreja, Gedelti Gueiros, foi homenageado.

Nesta quarta-feira (23) o Senado Federal fez uma homenagem a Igreja Cristã Maranata, que completa 50 anos de existência. A sessão solene destacou o crescimento da Igreja e do papel evangelístico que ela desenvolve.

“Temos convicção de que o Brasil, laico e religioso, estima enorme apreço pela instituição, destacando sua expressiva contribuição para a retomada de valores que parecem ter sido esquecidos por muitos nesse país”, afirmou Eunício Oliveira, presidente do Senado.

A solenidade foi proposta pelo senador Malta Malta (PR-ES), que fez um discurso emocionado. “A minha amizade com este homem de Deus está acima de oportunismo. Louvo a Deus por essa joia que é a Maranata. Se atacada foi um dia é porque cutucou o inferno. Podemos dizer: Maranata, ora vem Senhor Jesus”, discursou o senador.

Cerca de mil pessoas, entre senadores, deputados e pastores da igreja, participaram da solenidade. O fundador da Maranata, Gedelti Gueiros foi homenageado. Em seu discurso, ele falou do surgimento da igreja e fez uma reflexão sobre o cristianismo atual. “Diante de tudo isso que aí está, as dificuldades do mundo continuarão. Mas, olhem para cima, como disse Jesus, porque a nossa redenção está próxima”, disse.

A Igreja Cristã Maranata foi fundada em janeiro de 1968 no estado do Espírito Santo. Atualmente, tem mais de 9 mil templos pelo Brasil, América Latina, América do Norte e Europa.


Leia mais

Igreja Maranata realiza projeto no Amazonas

Aproveite as promoções especiais na Loja da Comunhão!