Segurança – Temer pede participação de guardas municipais

Foto: Reprodução Web

As guardas municipais devem ser as próximas forças de segurança pública a trabalharem coordenadamente com os estados e o governo federal na restauração da ordem no país.

O presidente Michel Temer se reuniu hoje (7) com 23 prefeitos de estados brasileiros no Palácio do Planalto. Ele sugeriu que os guardas municipais tenham maior participação na segurança das cidades, além de protegerem o patrimônio, bens e serviços das prefeituras. E pediu que os prefeitos se reúnam com os comandantes das guardas municipais para mobilizá-los em ações preventivas.

“Segurança pública não é uma coisa que fica no espaço territorial do estado. Ela ultrapassa os espaços territoriais dos estados, naturalmente dos municípios, e hoje até tem uma transnacionalidade. Os senhores têm guardas municipais, e eu acho que precisamos dar, se me permitem a sugestão, uma função mais efetiva, mais participativa aos guardas municipais. Fora as circunstâncias que constitucionalmente elas guardarem, na medida em que estejam nas praças, nas ruas, diante dos colégios, elas estarão exercendo prevenção muito significativa”, disse Temer.

Ações integradas

Temer disse que as ações devem ser integradas entre União, estados e municípios.“Nós conseguimos caminhar em vários setores na economia, na educação, saúde, meio ambiente, gerando aquilo que, a nosso ver, se chama progresso. Agora, nós precisamos também de ordem, que é outro lema da nossa bandeira e do nosso governo. E a ordem vem, em primeiro lugar, pondo em pauta a segurança pública”, disse o presidente.


Leia também

Senado aprova decreto de intervenção Federal no RJ
RJ: Pastores pedem respeito com a comunidade

Aproveite as promoções especiais na Loja da Comunhão!