Eleições 2018: Renovação da Câmara e do Senado Federal

Eleição foi para renovar dois terços das cadeiras no Senado Federal. Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Políticos vão ocupar pelo menos 46 das cadeiras do Senado Federal a partir de 2019. Essa foi a menor taxa de reeleição na Casa desde 1989. A nova Câmara terá o maior número de partidos desde a redemocratização.

A Câmara dos Deputados e o Senado Federal devem apresentar, em 2019, as maiores taxas de renovação das últimas décadas. É que a maioria dos deputados federais e dos senadores sem mandato conquistaram uma cadeira no Congresso. No Senado, a renovação política chegou a 85%, a maior de toda a história da Casa.

Segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), de cada quatro senadores que tentaram a reeleição neste ano, três não conseguiram. Essa estatística transforma as eleições de 2018 nas mais surpreendentes de toda a história recente do País. Das 54 vagas em disputa neste ano, 46 serão ocupadas por novos políticos.

No Senado, apenas 8 das 54 vagas em disputa serão ocupadas por candidatos que disputaram reeleição na votação deste domingo.

Além disso, com a renovação política apresentada nas eleições, a bancada feminina na Casa deverá diminuir a partir de 2019. Atualmente são 13 senadoras, mas apenas quatro ainda terão mandato a partir do ano que vem. Sete foram eleitas e, caso Fátima Bezerra (PT-RN) não se eleja governadora do Rio Grande do Norte, serão 11 o total de senadoras a partir de 2019.

Confira os mais votados por Estado ao Senado
UF Vaga 1 Vaga 2
AC Sérgio Petecão (PSD) Márcio Bittar (MDB)
AL Rodrigo Cunha (PSDB) Renan Calheiros (MDB)
AM Plinio Valerio (PSDB) Eduardo Braga (MDB)
AP Randolfe Rodrigues (Rede) Lucas Barreto (PTB)
BA Jaques Wagner (PT) Angelo Coronel (PSD)
CE Cid Gomes (PDT) Eduardo Girão (PROS)
DF Leila do Vôlei (PSB) Izalci Lucas (PSDB)
ES Fabiano Contarato (Rede) Marcos do Val (PPS)
GO Vanderlan Cardoso (PP) Jorge Kajuru (PRP)
MA Weverton (PDT) Eliziane Gama (PPS)
MG Rodrigo Pacheco (DEM) Carlos Viana (PHS)
MS Nelsinho Trad (PTB) Soraya Thronicke (PSL)
MT Selma Arruda (PSL) Jayme Campos (DEM)
PA Jader Barbalho (MDB) Zequinha Marinho (PSC)
PB Veneziano Vital (PSB) Daniella Ribeiro (PP)
PE Humberto Costa (PT) Jarbas Vasconcelos (MDB)
PI Ciro Nogueira (PP) Marcelo Castro (MDB)
PR Professor Oriovisto (PODE) Flavio Arns (Rede)
RJ Flávio Bolsonaro (PSL) Arolde de Oliveira (PSD)
RN Capitão Styvenson (Rede) Dra. Zenaide Maia (PHS)
RO Marcos Rogério (DEM) Confúcio Moura (MDB)
RR Chico Rodrigues (DEM) Mecias de Jesus (PRB)
RS Luis Carlos Heinze (PP) Paulo Paim (PT)
SC Esperidião Amin (PP) Jorginho Mello (PR)
SE Alessandro Vieira (Rede) Rogério Santos (PT)
SP Major Olímpio (PSL) Mara Gabrilli (PSDB)
TO Eduardo Gomes (SD) Irajá Abreu (PSD)

 Fonte: TSE

Câmara dos Deputados

Na Câmara, a renovação deve ficar acima de 50% das cadeiras. O número é o maior que o das últimas eleições, quando a taxa ficou em 47%. A última vez em que a Câmara teve uma renovação tão grande foi em 1994, quando 54,2% dos deputados eleitos eram novos.

A Câmara dos Deputados será composta por 513 deputados federais de 30 partidos diferentes. PT e PSL elegeram o maior número de representantes. A bancada do PT terá 56 deputados e a do PSL, 52. Em seguida com mais cadeiras na Casa aparecem PP (37), MDB (34) e PSD (34).

Ao todo, 30 partidos terão representantes, que é um recorde. E o PMDB foi o que mais perdeu cadeiras, caiu de 66 eleitos em 2014 para 34 em 2018.

No Distrito Federal, por exemplo, apenas uma de oito cadeiras ficará com uma deputada federal reeleita: Erika Kokay (PT) conquistou seu terceiro mandato na Câmara. Todos os outros sete eleitos pelo DF são novos.

Confira os mais votados por Estado para a Câmara
UF Deputado Número de votos % de votos válidos
AC Mara Rocha (PSDB) 40.047 9,42%
AL JHC (PSB) 178.645 12,25%
AM José Ricardo (PT) 197.270 11,19%
AP Camilo Capiberibe (PSB) 24.987 6,85%
BA Pastor Sargento Isidório (Avante) 323.264 4,71%
CE Capitão Wagner (PROS) 303.593 6,61%
DF Flávia Arruda (PR) 121.340 8,43%
ES Amaro Neto (PRB) 181.813 9,41%
GO Delegado Waldir (PSL) 274.406 9,05%
MA Josimar Maranhãozinho (PR) 195.768 5,99%
MG Marcelo Alvaro Antonio (PSL) 230.008 2,28%
MS Rose Modesto (PSDB) 120.901 9,75%
MT Nelson Barbudo (PSL) 126.249 8,52%
PA Edmilson Rodrigues (PSOL) 184.042 4,65%
PB Gervásio Maia (PSB) 146.860 7,38%
PE João Campos (PSB) 460.387 10,63%
PI Rejane Dias (PT) 138.800 7,76%
PR Sargento Fahur (PSD) 314.963 5,49%
RJ Helio Negão (PSL) 345.234 4,47%
RN Benes Leocardio (PTC) 125.841 7,82%
RO Léo Moraes (PODE) 69.565 8,88%
RR Haroldo Cathedral (PSD) 14.751 5,45%
RS Marcel van Hattem (Novo) 349.855 5,99%
SC Hélio Costa (PRB) 179.307 5,05%
SE Fábio Mitidieri (PSD) 102.899 10,30%
SP Eduardo Bolsonaro (PSL) 1.843.735 8,74%
TO Tiago Dimas (SD) 71.842 10,03%

 Fonte: TSE

*Com informações de Último Segundo, Agência Brasil e G1


Leia mais

Bolsonaro e Haddad vão disputar o 2º turno
Evangélicos se elegem para a Câmara dos Deputados
Eleições repercutem na imprensa internacional

Aproveite as promoções especiais na Loja da Comunhão!