A relação do protestantismo e a escravidão no Brasil

Foto: Reprodução

Tema será debatido por especialistas no próximo dia 8, na Universidade Presbiteriana Mackenzie, em comemoração ao Dia Nacional da Consciência Negra, que é celebrado dia 20 de novembro.

Nesta quinta (8), vai acontecer o Simpósio “Protestantismo, Escravidão e Abolicionismo”, realizado na Universidade Presbiteriana Mackenzie, em São Paulo.

A palestra de abertura será proferida pelo reverendo José Roberto Alves Loiola, professor da Universidade Metodista de São Paulo UMESP. Ele também é coordenador do ministério de combate ao preconceito racial da Igreja Metodista. O tema será “Protestantismo e Escravidão: andarão os dois juntos se não estiverem de acordo?”.

Segundo Loiola, ao analisar a relação entre o protestantismo e a instituição da escravatura no Brasil, a sua apresentação pretende contribuir para uma releitura crítica do fenômeno religioso e suas implicações na sociedade.

“Desta forma, considerando a natureza protestante da reforma luterana na Europa, era de se esperar que sua experiência missional no Brasil do segundo império, em plena escravatura, pudesse significar um reforço para os movimentos abolicionistas”, excplicou.

O pastor explica ainda que a religião protestante e em especial a denominação metodista, não se envolveu formalmente com o movimento da abolição.

“Ao problematizar essa omissão por parte da igreja protestante, a minha palestra deseja responder a seguinte pergunta: Como o protestantismo conseguiu conviver no regime escravocrata brasileiro pelo menos, por 50 anos sem se envolver nas lutas abolicionistas?”, ressaltou

De acordo com a pesquisadora e professora de Antropologia e Ciência da Religião da Universidade Presbiteriana Mackenzie, Lidice Meyer Pinto Ribeiro, o evento ressalta um marco na história do protestantismo brasileiro.

“Durante todo o período escravagista a Igreja se manteve dividida entre protestantes escravocratas e protestantes abolicionistas. Através deste evento teremos a oportunidade de discutir abertamente posições conflitantes da igreja protestante brasileira do século XVIII a XIX, bem como os resultados destas posições para a igreja de hoje”, comentou.

Hora: A partir das 9h
Local: Auditório Escola Americana – campus Higienópolis, Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo (SP)
Endereço: Rua Itambé, 143
Informações: (11) 2114-8000 
Acesse aqui para fazer inscrição
Leia mais

Protestantismo, escravidão e abolicionismo em Simpósio

Aproveite as promoções especiais na Loja da Comunhão!