Goiás – projeto deve incluir a Bíblia como leitura diária

Foto ilustrativa

A proposta é da Assembleia Legislativa de Goiás. Projeto de lei autoriza professores e alunos a lerem a Bíblia na sala de aula.

Assembleia Legislativa de Goiás irá avaliar proposta de incluir a leitura da Bíblia como matéria alternativa nas escolas. O projeto de lei ainda precisa ser analisado pela Comissão de Constituição, Justiça e Redação antes de ser aprovada.

Deputado Jeferson Rodrigues (PRB-Goiás), autor da proposta. Foto: Reprodução

O deputado Jeferson Rodrigues (PRB), autor do projeto, defende que a matéria não viola os princípios do Estado laico. “O objetivo é enriquecer o conhecimento dos alunos, proporcionar fundamentos históricos e ensinar valores cívicos, sociais, morais e espirituais, uma vez que a Bíblia não pertence a nenhuma religião”, alega o parlamentar.

Pela proposta, a leitura da bíblia a sala de aula é facultativa. “Essa participação do aluno e professor deverá ser sempre voluntária. “Proibir a leitura bíblica nas escolas é uma intolerância que leva ao preconceito e um ato de discriminação”, explicou.

Outros estados

A proposta de incluir a Bíblia como leitura em escolas não é novidade no Brasil. Vários outros estados do país criaram projetos de leis sobre isso. Em 2011, a Câmara de vereadores de Manaus lançou a ideia alegando o crescente número de evangélicos no estado.

Em novembro do ano passado, a Câmara dos Deputados também apresentou um projeto de lei semelhante. Porém a proposta, inclui a leitura da Bíblia como disciplina obrigatória nas escolas do país.

Em 2014, vereadores de Itapema, em Santa Catarina, aprovaram por unanimidade a lei que sugere o uso da Bíblia nas aulas de História.


Leia também

Escolas brasileiras podem incluir estudo da Bíblia no currículo
Lei obriga escolas de Florianópolis a ter Bíblias
Vereadores aprovam projeto que autoriza o ensino da Bíblia nas escolas

Aproveite as promoções especiais na Loja da Comunhão!