Pescoço de texto: Problema é causado pelo uso de celular

Uso de celular pode causar problema de saúde
Na hora de olhar para a tela ou digitar, a pessoa pode tencionar músculos dos ombros e braços

Quantas horas você passa navegando na internet pelo celular?

Mesmo em atividades rotineiras, há pessoas que passam mais de oito horas por dia de olho no aparelho celular. Se você é uma delas, atenção! Especialistas apontam que a prática pode gerar um problema chamado text neck ou “pescoço de texto”, em tradução livre.

Na hora de olhar para a tela ou digitar, a pessoa abaixa a cabeça para manusear o aparelho e isso tenciona músculos dos ombros e braços, diminuindo o oxigênio. O resultado é dor constante na coluna cervical, cabeça e músculos.



Pesquisa realizada pelo periódico “Surgical Technology International”, final de 2015, revelou que à medida que a cabeça se inclina para baixo, o pescoço sustenta cada vez mais  peso. “A cabeça de um adulto pesa em média entre quatro e cinco quilos. Mas, quando abaixamos a cabeça num ângulo de 15°, por exemplo, o pescoço passa a suportar 12 quilos e isso aumenta quando a inclinação é de 30°, porque o peso se transforma em 18 quilos”, comenta o especialista em dor crônica, o anestesiologista André Félix.

Uso de celular pode causar problema de saúde
Na hora de olhar para a tela ou digitar, a pessoa pode tencionar músculos dos ombros e braços
Celular o dia todo

A cineasta Tathiane Mendes afirma passar o dia todo mexendo no celular, em intervalos de tempo variados. Ela nunca parou para pensar que suas dores de cabeça e nas costas, no fim do dia, podiam ser provenientes desse uso. “Apesar de saber o que mal uso pode gerar, é preferível acertar a postura, porque ficar sem celular é impossível”, diz.

Assim como para Tathiane, ficar sem celular não é opção para a maiorias das pessoas. Neste caso, o especialista indica:  “fique com a tela do celular na altura dos olhos, porque assim não é necessário abaixar a cabeça para visualizar”. Além disso, é preciso apoiar os braços e antebraços para não ficarem sobrecarregados durante o uso do aparelho. “Pausas a cada 15 minutos também são importantes”, comenta Félix.


Saiba Mais

Acesso à internet por dispositivos móveis cresce no Brasil
Pais conectados e filhos carentes
Biochip: tecnologia ou símbolo do apocalipse?

Aproveite as promoções especiais na Loja da Comunhão!