Cristãos resistem à perseguição no Irã

Os fiéis que se reúnem em igrejas subterrâneas nas casas já chegam perto de um milhão no Irã. Foto: CPAD

Apesar de ser o 10° país que mais persegue o cristianismo no mundo, segundo levantamento da organização Portas Abertas, o número de conversões à religião tem se tornado cada vez maior no Irã.

De acordo com Emily Fuentes, porta-voz do Portas Abertas, os fiéis que se reúnem em igrejas subterrâneas nas casas já chegam perto de um milhão no Irã.

Com base no contexto social, ela afirma que o Irã tem a população evangélica que cresce mais rápido no planeta.

A situação geral de intolerância religiosa é causada por um governo islâmico rigoroso cujo objetivo é erradicar qualquer influência – incluindo o cristianismo – que possa ameaçar sua posição de poder. Cristãos ex-muçulmanos são os que vivenciam maior opressão naquele território.

Aproveite as promoções especiais na Loja da Comunhão!