Estou livre para me casar novamente?

Pergunta anônima

O padrão divino para o casamento é, segundo as palavras de Jesus, que seja indissolúvel (Mc 10:9). Entretanto, no caso em tela, uma pessoa assinou o divórcio, ainda que discordasse, porque a outra parte havia impetrado o processo.

O divórcio, segundo a pergunta, já está consumado por uma das partes. E, estando consumado, a outra parte está livre na lei dos homens e perante a Bíblia, principalmente porque ela não deu causa ao divórcio.

O apóstolo Paulo, quando tratava em uma de suas cartas a respeito de pessoas que se converteram e se tornaram cristãs, abriu uma nova possibilidade ao divórcio: “Mas, se o descrente quiser apartar-se, que se aparte; em tais casos, não fica sujeito à servidão nem o irmão, nem a irmã; Deus vos tem chamado à paz” (1 Coríntios 7:15).

Observe que em um caso em que um dos cônjuges se converte e o outro cônjuge o abandona. O apóstolo Paulo considera que a pessoa estará livre, ou seja, poderia se divorciar sem qualquer pecado, pois a outra pessoa a abandonou, não tendo ela como seguir sozinha com o casamento e estará livre para contrair novo matrimônio.

A dúvida da nossa leitora está, de certo modo, enquadrada aqui também, porque ela foi, em tese, abandonada pelo outro que, por sua decisão, rompeu o matrimônio e se casou novamente. Portanto, analisando estes pontos, ela está livre para casar-se perante o Senhor.

Participe da Coluna!
Mande o seu questionamento para o email: pastorresponde@nxte.com.br

Aproveite as promoções especiais na Loja da Comunhão!