Pastor – O desafio de quem cuida das ovelhas

“Ser Pastor é sermos nós e não mais eu”, diz o pastor Paulo Lima

Dia do Pastor – Ele é responsável por guiar a Igreja de forma administrativa. Uma pessoa separada por Deus para se espelhar em versículos da Bíblia e poder cuidar das ovelhas com direcionamento e discernimento espiritual.

O exercício do pastoreio na Igreja é determinado por Deus: “Eu sou o bom pastor. O bom pastor dá a vida pelas ovelhas” João 10.11. “Ser Pastor é sermos nós e não mais eu”, diz o pastor Paulo Lima, Ministério Família Debaixo da Graça, em Bragança Paulista (SP).

E o segundo domingo do mês de Junho é comemorado pelos cristãos o Dia do Pastor. José Ernesto Conti, pastor da Igreja Presbiteriana Água Viva, de Vitória (ES) diz que pastores é um presente de Deus.

“É exatamente isso que Jeremias confirma quando diz que “Levantarei sobre elas pastores que as apascentem, e elas jamais temerão, nem se espantarão; nem uma delas faltará, diz o SENHOR” (Jr 23:4). Mas é uma grande responsabilidiade”.

Tarefa desgastante

O exercício do pastoreio exige dedicação. Com as várias tarefas e as responsabilidades que uma liderança traz, muitos pastores sofrem com doenças emocionais. Isso foi constatado em uma recente pesquisa feita pela Agência Americana Barna. A instituição fez um estudo para saber dos riscos do ministério à saúde do pastor.

A pesquisa foi feita em novembro do ano passado. Foram ouvidos 1700 pastores. Pelo menos 54% deles já experimentaram exaustão mental e emocional alguma vez durante o pastoreio. E 45% disseram que, às vezes, se sentem inadequados.

O Pastor Adilson Neves, da Igreja Shekinah, de Brusque (SC) faz um trabalho de pastoreio com os pastores. E afirmou  que a exaustão emocional é muito maior do que o cansaço físico. “O excesso de trabalho, o pouco tempo para descanso, os conflitos cada vez maiores dentro das igrejas, as exigências das estruturas convencionais e as expectativas acima da realidade que estão sobre os seus ombros têm sido as principais reclamações apresentadas pelos pastores quando estão conversando em momentos de pastoreio de pastor para pastor”.

Segundo os entrevistados, muitos pastores preocupam mais com o bem estar de suas ovelhas do que de si mesmo. “É um trabalho de muitas responsabilidades sim, mas as vezes nos falta tempo para um descanso, uma pausa. Falta do tempo na própria agenda para cuidarmos de nós mesmos”, explicou o pastor Paulo Lima.

Para o pastor Salvino Junior, da Igreja Assembleia de Deus de Campo Grande, Cariacica (ES), quando a pessoa é escolhida do Senhor para o exercício ministerial tudo muda.

“Muda porque o propósito da vida agora é dedicar-se a cuidar de vidas. Vidas que pertencem (ou se dizem pertencer) ao Senhor. E como pastores temos que tentar trazer essas pessoas ao entendimento de que como ovelhas devem ouvir a voz do “Bom Pastor” e seguí-lo”.

Homenagens

Na última quarta-feira (6) a Câmara de Vereadores de Porto Velho (RO) fez uma sessão solene em homenagem ao Dia do Pastor. Uma moção de aplausos foi entregue para 58 Líderes ministeriais de denominações da capital.

“Queremos então parabenizar cada um dos nossos pastores, apóstolos, bispos, que estão sob a vontade de Deus como autoridade espiritual sobre as nossas vidas. Eles nos conduzem através dos ensinamentos e mais do que nunca, através do seu exemplo e da postura de vida a conhecermos cada vez mais o nosso Criador”, discursou a vereadora Joelna Holder (MDB).

Homenagem ao Pastor


Leia mais

Tefé no Amazonas terá Dia municipal do Pastor
14 de junho: Hoje é dia do Pastor

Aproveite as promoções especiais na Loja da Comunhão!