Nobel de Medicina premia cientistas por terapia contra o câncer

Foto: AFP/Getty Images

Dois cientistas descobriram um tipo de terapia contra o câncer que faz com que células de defesa do organismo voltem a atacar tumores.

James P. Allison e Tasuku Honjo foram agraciados com o Nobel de Medicina nesta segunda-feira (1°). O júri do Instituto Karolinska, de Estocolmo, outorgou o prêmio a esses dois cientistas por “sua descoberta da terapia contra o câncer pela inibição da regulação imunológica negativa”.

“Neste ano, o prêmio constitui um marco na luta contra o câncer. A descoberta realizada pelos dois premiados aproveita a capacidade do sistema imunológico de atacar as células cancerosas, soltando os freios das células imunológicas”, disse o Instituto.

James Allison, de 70 anos, é pesquisador do Centro de Câncer MD Anderson de Houston (EUA). Estudou uma proteína que funciona como um freio para o sistema imunológico e entendeu que eliminar esse freio poderia fazer as defesas atacarem aos tumores. A ideia se transformou numa nova estratégia para tratar os pacientes, explicou a Academia.

Premiações

A Fundação Nobel irá anunciar os vencedores em Física nesta terça (02) e em Química nesta quarta-feira (03). Os ganhadores na categoria Paz e Economia serão conhecidos na sexta (05) e segunda-feira (11), respectivamente. O prêmio em Literatura foi adiado para 2019.


Leia mais

Prêmio Nobel da Paz para cristãos perseguidos
Trump é indicado para o Prêmio Nobel da Paz
Nobel de Economia premia estudos sobre comportamento e mercado

Aproveite as promoções especiais na Loja da Comunhão!