Nobel de Economia premia estudos sobre comportamento e mercado

O americano Richard H. Thaler contribuiu na construção de uma ponte entre os fatores psicológicos e econômicos das decisões individuais

O anúncio do Prêmio Nobel de Economia 2017 aconteceu na manhã desta segunda-feira (9). A Real Academia Sueca de Ciências premiou o americano Richard H. Thaler pelos estudos em economia comportamental.

A academia reconheceu o trabalho dele pela integração que faz entre a economia e a psicologia. Thaler explorou “como as limitações no raciocínio, as preferências sociais e a falta de autocontrole afetam as decisões individuais e as tendências do mercado”.

A organização do Nobel de Economia considera que o americano foi pioneiro em contribuir para a construção de uma ponte entre a análise psicológica e econômica dos processos de decisão individual.

O ganhador do Nobel

Richard Thaler, de 72 anos, graduou-se em 1967 na Universidade Case Western Reserve. O doutorado dele foi na Universidade de Rochester, em 1974.

Todo ganhador do prêmio Nobel recebe o total de 9 milhões de coroas suecas (US$ 1,1 milhão). É o único dos seis que não foi instituído pelo criador dos prêmios, o magnata sueco Alfred Nobel, e sim pelo Banco Nacional da Suécia em 1968.

Compartilhe