Fé e Esporte de mãos dadas para Nick Foles, jogador do Eagles, EUA

Foto: SJ Magazine

O quarterback do Philadelphia Eagles, Nick Foles, foi a sensação desta temporada de futebol americano. No último domingo (4) sagrou-se campeão do Super Bowl 52, com o Philadelphia Eagles.

O time venceu por 41 a 33 o pentacampeão New England Patriots. O camisa 9 era reserva no início do campeonato. Mas assumiu o posto de líder do time nos playoffs. Foi escolhido o melhor jogador. E ainda ajudou no título inédito do time.

Evangélico, no seu perfil do Twitter ele fala de sua fé. E ao comemorar o título após jogo, disse que “sem Jesus não teria conseguido. Isso está no meu coração. Eu dei um salto de fé no ano passado e me inscrevi para as aulas no seminário. Queria continuar aprendendo e desafiando minha fé. É um desafio porque você está ali por que deseja impactar o coração das pessoas”.

Questionado sobre a possibilidade de sagrar-se campeão, afirmou que encarava com naturalidade. Mas afirmou que a coisa mais importante de sua vida era outra. Ele tem o desejo de ser pastor. “Ser pastor é algo que eu quero fazer. Eu não posso jogar futebol para sempre. Fui abençoado com uma plataforma incrível e isso é apenas uma porta que Deus abriu, mas ainda tenho uma longa jornada pela frente”, diz.

Problemas

Entre várias histórias, ele ressalta que em 2016 quase se aposentou. Com problemas extra-campo, decidiu conversar com a família. Mas eles oraram e ele decidiu permanecer na time. Durante a entrevista, surpreendeu ao dizer que sabia que abriria mão de muito dinheiro se tivesse desistido.

“De qualquer forma, eu teria ficado bem. Eu teria confiado em Deus. Iria fazer outra coisa e glorificado a Deus nisso. Pessoalmente, sabia que quanto mais eu crescesse na profissão mais oportunidade eu teria de glorificar a Deus”, acrescentou.

Quando o quarterback titular Carson Wentz, se lesionou seriamente em dezembro de 2017, Foles disse que estava pronto. Ressaltou ainda que existe um grande clima de apoio nos vestiários. Seus companheiros de equipe Zach Ertz, Chris Maragoes, Trey Burton, Stefen Wisniewski, entre outros, são evangélicos e eles sempre oram juntos.

Sobre sua expectativa em relação ao título e ele afirmou que a maior preocupação dele sempre foi “fazer discípulos”.

Aproveite as promoções especiais na Loja da Comunhão!