Devemos comemorar o Natal?

“Tenha o cuidado de manter o aniversariante no centro da celebração.”

O aniversário de um grande amor. Vamos entrar pelo caminho da afetividade humana. Depois de muito procurar, você encontra o amor da sua vida. Mas essa pessoa não tem certeza absoluta da data do seu nascimento, devido as dificuldades de precisão do cartório do interior de onde ela nasceu. Esta pessoa veio lhe completar, lhe trouxe muita felicidade. Mas tem um defeito não sabe o dia do seu nascimento. E agora… como você vai celebrar o aniversário do seu grande amor? Encontra-se uma solução conciliatória, combina-se uma data para comemorar este nascimento tão importante.

Mesmo sabendo-se que é uma data combinada. A alegria por seu nascimento é absolutamente verdadeira, por isso, a celebração é intensa, autêntica e expressa a importância da vida de um grande amor.

Assim é o Natal, mesmo não sendo a data exata do nascimento de Jesus, Ele é a pessoa que mais nos amou, que deu significado a nossa existência, que nos deu uma nova história e um futuro eterno. Por isso, é tão importante celebrar o nascimento de quem tanto lhe ama. Somente tenha o cuidado de manter o aniversariante no centro da celebração.

Não é o Papai Noel, ou a ceia natalina, a árvore de natal, os presentes, novas roupas, presépio, uma virgem grávida, musicais ou mesmo os anjos. Tudo isso pode fazer parte da festa, mas nunca pode ocupar o lugar do nosso Salvador. Ele é o fundamento para nossa existência, nada nem ninguém pode ocupar o seu lugar. “Porque ninguém pode lançar outro fundamento, além do que já está posto, o qual é Jesus Cristo.” (1 Coríntios 3:11).

Seja livre para celebrar o nascimento do nosso Mestre todos os dias da sua vida, foi Ele que nos deu.”

Envie sua pergunta para o email pastorresponde@nxte.com.br

Aproveite as promoções especiais na Loja da Comunhão!