Um mês do incêndio ao Museu Nacional

Foto: Reprodução Web

O Ministério da Educação (MEC) poderá destinar, ainda este ano, no total, até R$ 12 milhões para obras emergenciais no Museu Nacional.

O incêndio que destruiu 90% do acervo do Museu Nacional  do Rio de Janeiro, na Quinta da Boa Vista, desencadeou uma série de ações por parte do governo federal. Nos últimos 30 dias, houve o anúncio da liberação de recursos para a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), responsável pela gestão financeira.

Após a tragédia, o esforço é para transformar os anúncios em ações de recuperação e restauração. Os ministérios da Cultura (MinC) e Educação (MEC) concentram as decisões. O MEC poderá destinar até R$ 12 milhões para obras emergenciais ainda esse ano.

O secretário executivo do MEC, Henrique Sartori está acompanhando de perto as ações, com viagens ao Rio e reuniões do grupo formado para acompanhar a reconstrução. Ele afirmou que as obras estão na fase inicial.

“Estamos aguardando a conclusão do inquérito da Polícia Federal [PF] que ainda está no Rio de Janeiro fazendo a perícia. Depois, começa o trabalho de rescaldo. Hoje os pesquisadores ainda não conseguem totalmente executar tarefas de recuperação de acervo em função da presença da PF”, afirmou o secretário. “Temos muito trabalho. Os primeiros passos foram dados e conseguiremos trabalhar de forma mais focada com a saída da PF.”

Nesta terça-feira (2), haverá um ato para marcar os 30 dias desde a tragédia. Um abraço simbólico será dado no entorno do Museu, que segue completamente cercado para evitar o acesso de pessoas não autorizadas.

*Com informações da Agência Brasil 


Leia mais

Museu Nacional – Incêndio destrói 200 anos de história
Museu Nacional deve receber R$8,5 milhões do MEC

Aproveite as promoções especiais na Loja da Comunhão!