“Mulheres liderando a igreja é propósito de Deus”, afirma líder da Hillsong

"Mulheres liderando a igreja é propósito de Deus", afirma líder da Hillsong

Pastora aponta complexidades teológicas por mudanças.

Bobbie Houston fundou, ao lado do seu esposo Brian, a Hillsong, na Austrália, 30 anos atrás. De lá pra cá, o ministério se expandiu e abriu filiais em diversos países do mundo – incluindo o Brasil. Por conta de sua influência, em especial na área do louvor, é considerado um “movimento global”.

Durante uma entrevista recente, ao site FatihWire, a pastora defendeu que mulheres liderando a igreja são parte do plano de Deus, mas esse propósito foi “distorcido”.

“Se voltarmos às origens [no tempo]. Deus nos criou homem e mulher no início. E ele falava tanto com o homem quanto com a mulher”, afirmou.

Disse ainda que “ao longo da história, ao longo da cultura, ao longo das barreiras do tempo, a verdade sobre a verdadeira intenção de Deus foi distorcida. Às vezes, isso ocorre por complexidades culturais ou complexidades religiosas”.

A pastora Bobbie acredita que “quando Cristo veio, fez uma tremenda intervenção pela humanidade. Ele realmente veio… para resgatar a vida, como nosso Pai planejara. Em nossa experiência [na igreja Hillsong], mulheres na liderança não são um problema”.

Dando sua opinião sobre o ministério em geral, ela acredita que cada cristão pode se encaixar em um papel de liderança. Como uma “líder global”, ela tem viajado o mundo capacitando mulheres através de sermões e conferências.

Além da conferência anual Colours, ela ajudou a criar a Sisterhood Foundation. Todos os anos, Houston visita várias igrejas ao redor do globo para falar sobre temas culturais importantes e sobre fé.

A Color Sisterhood Foundation é uma extensão dessa missão. De acordo com seu site, a fundação é composta de mulheres do cotidiano que querem tornar o mundo um lugar melhor, trocando ideias uns com os outros.

Autora de livros, Bobbie disse que escreveu o último pensando que gostaria de ver as mulheres assumindo um papel mais destacado na igreja. Embora reconheça que a função das mulheres na liderança da igreja é debatida há milênios, opina que todas as mulheres têm condições de liderar e ensinar.