Muçulmanos serão mais numerosos do que cristãos em breve na Europa

Muito em breve, muçulmanos serão mais numerosos do que cristãos na Europa. Foi a informação divulgada pelo ministro belga Koen Geens ao Parlamento Europeu, na última segunda-feira (25), durante uma audição que reunião parlamentares europeus em Bruxelas, na Bélgica.

“Na Europa, muito em breve, vamos ter mais muçulmanos praticantes do que cristãos praticantes. Isso não é porque há muitos muçulmanos, é porque os cristãos são, geralmente, menos praticantes. A Europa não percebe isso, mas esta é a realidade”, disse Geens.

O ministro do Interior da Bélgica, Jan Jambon, acrescentou: “A pior coisa que podemos fazer é nos tornar um inimigo do Islã. Temos cerca de 600 a 700 mil muçulmanos na Bélgica, e a esmagadora maioria dessas pessoas partilham os nossos valores. Fazer dessas pessoas inimigas, irá realmente criar problemas”, disse o ministro.

Jambon foi acusado de alimentar as tensões com a comunidade muçulmana da Bélgica depois de ter alegado que os islâmicos ‘dançaram’ em comemoração aos ataques que deixaram 32 pessoas mortas no aeroporto e uma estação de metrô de Bruxelas.

Por outro lado, o Gabinete de Estatísticas da União Europeia (Eurostat) afirma que não compila esses dados sobre a religião. Em 2012, números da Comissão Europeia mostraram que 72% das pessoas se identificavam como cristãs na Europa, comparado a 2% de muçulmanos. Na Bélgica, os números eram de 65% e 5%, respectivamente.

O censo nacional da Bélgica nunca contou grupos religiosos, e as pesquisas independentes são a única fonte de informação. No entanto, uma série de estudos confirmam que os muçulmanos representam cerca de 5% da população do país.

De acordo com uma previsão publicada pelo Centro de Pesquisa Pew no ano passado, o número de muçulmanos na Europa pode aumentar cerca de 63% entre 2010 e 2050. Este aumento faria com que a população muçulmana na Europa subisse de 43,5 milhões para quase 71 milhões.

O número de cristãos na Europa, de acordo com Pew, irá cair em 18% durante o mesmo período, diminuindo os 553 milhões de cristãos para 454 milhões.

Na Bélgica, o estudo aponta que dentre a população de 10,7 milhões de pessoas, 6,9 milhões são cristãos e 630 mil são muçulmanos. Em 2050, Pew projetou que os números seriam alterados para uma população total de 11,1 milhões de pessoas, com 5,9 milhões de cristãos e 1,3 milhões de muçulmanos.

Os pesquisadores disseram que o crescimento projetado rápido do número de muçulmanos foi devido a uma fertilidade mais elevada, as populações mais jovens e migração.

Com informações do Daily Mail

Compartilhe