“Ele reconheceu Jesus como seu único Salvador”, diz filha de Catra

Foto: Reprodução

Morreu na tarde desde domingo (09), em São Paulo, Wagner Domingues Costa, conhecido como Mr. Catra.

O funkeiro Mr. Catra, de 49 anos, ficou conhecido nacionalmente na música secular por suas músicas que incentivavam a libertinagem. No entanto, uma de suas filhas, que é cristã, publicou o testemunho de que Catra se converteu a Jesus dias antes de morrer.

Wagner lutava contra um câncer no estômago descoberto no início do ano passado. Ele passou por um intenso tratamento, teve que fazer uma dieta restrita, perdeu 35 kg e foi orientado pelos médicos a parar de fumar.

Testemunho

Thamara Oliveira Domingues, disse em sua publicação nas redes sociais que intercedia junto com seus irmãos da igreja pela conversão do cantor. “Estamos na luta com meu pai contra o câncer (…) no caminho dessa batalha eu clamava incessantemente junto com meus pastores, líderes, discipuladores, familiares e amigos para que o Senhor se revelasse a ele”, diz.

“Pra quem não sabe ele tem uma filha(eu), que é serva, filha amada do Pai, ministra do evangelho. Eu não quero falar de religião, a religião tem afastado muito as pessoas, eu quero falar de Jesus que veio pra gente como ele improvável pra sociedade, por alguns amado, por outros detestado, outros referência e/ou inspiração e por aí vai…”, continuou.

“Cada um o olhava de uma forma, mas aos olhos de Deus ele sempre foi um filho muito amado, escolhido, separado ao qual o Senhor deseja se relacionar. Ainda bem que o Senhor não vê como o homem vê, Deus vê o interior, não o que está por fora. No dia 25 de agosto, no leito ele levantou as suas mãos e reconheceu Jesus como seu único e suficiente Salvador. Uma alegria muito grande, a alegria da salvação, a cura eterna, a paz que excede todo entendimento (…) É assim mesmo. Quem não vai por amor, vai pela dor”, desabafou Thamara.

“O meu Deus é um paizinho bondoso e amoroso que deseja ter um relacionamento íntimo não só com ele, mas com muitos de vocês também. E não, o Senhor não o castigou, mas permitiu que ele passasse por isso e se apresentou a Ele, e ele abriu seu coração e o Senhor entrou, mostrou seu amor e cuidado, o revelou que sempre quis esse relacionamento íntimo entre pai e filho”, finalizou.

Luta contra o câncer

Wagner estava internado no Hospital do Coração (HCor), na capital paulista, tratando de um câncer gástrico. A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa do cantor. Ele deixa três mulheres, 32 filhos.

Em nota, o hospital informou a morte do cantor às 15h20 de domingo (09), em decorrência de falência multiplos órgãos, ocasionado pelo câncer gástrico.

Aproveite as promoções especiais na Loja da Comunhão!