Morre aos 85 anos o pastor Eugene Peterson

Foto: Reprodução Web

Autor de mais de 30 livros, o pastor presbiteriano era conhecido pela tradução da Bíblia “A Mensagem”.

Uma semana após ser internado em uma clínica dos EUA, o pastor presbiteriano Eugene Peterson morreu no último sábado (20). Ele teve complicações relacionados à insuficiência cardíaca. Os detalhes do enterro não foram divulgados.

A morte de Peterson foi confirmada pela editora NavPress através de nota oficial. “Nos últimos dias ficou claro que ele estava transitando no espaço estreito e sagrado entre a Terra e o céu…. Entre as suas palavras finais estavam: “Vamos”. Descendo às suas raízes pentecostais também parecia estar orando em línguas”, diz o comunicado.

Eugene era pastor presbiteriano. Além de exercer o ofício, também era escritor. Publicou mais de 30 livros. Todos disponíveis em várias línguas. Quase toda a sua bibliografia está disponível no Brasil, através das editoras Mundo Cristão e Vida. Ele ficou mais conhecido pela tradução da Bíblia “A Mensagem”

A última entrevista que deu foi em meados do ano passado. Já estava com a saúde debilitada. Mas sempre confiante. “Eu não tenho ideia de como isso vai funcionar. Mas eu não tenho medo”.

Quem era Eugene Peterson

Nascido em 1932, em East Stanwood, no estado de Washington (EUA), ainda jovem mudou-se com a família para Montana, onde foi criado. Graduou-se pelo Seminário Teológico de Nova York e pela Universidade John Hopkins. Em 1962, fundou a Igreja Presbiteriana Cristo Nosso Rei, em Maryland.

Acreditava que seu chamado ministerial era para o trabalho acadêmico. No entanto, a experiência como pastor de ovelhas não apenas proporcionou a Peterson longos anos de Ministério, além de experiência e reconhecimento.

A partir de 1991 passou a dedicar mais tempo ao ensino e à literatura. Em janeiro de 1993, tornou-se docente em Teologia Espiritual no prestigiadíssimo Regent College, em Vancouver, no Canadá. Era professor emérito.

Além de escritor e poeta, Peterson produziu uma tradução da Bíblia, publicada sob o título The message. Embora tenha grande prestígio entre pastores e teólogos, seu público é muito maior, uma vez que abrange os cristãos interessados numa teologia sólida e bem fundamentada.

Por suas reflexões equilibradas sobre a missão e a vocação do ministro cristão – o compromisso com a ortodoxia bíblica, o estímulo a uma exegese contextualizada e o cultivo de uma eclesiologia viva e dinâmica -, é chamado por muitos de “pastor de pastores”.

*Com informações de Christianity Today 

Aproveite as promoções especiais na Loja da Comunhão!