Morre Billy Graham, um dos maiores evangelistas do mundo

Billy Graham morre aos 99 anos
O pregador levou o Evangelho para quase 300 milhões de pessoas, em 185 países

Billy Graham: “Um dia você vai ouvir que Billy Graham morreu. Não acredite nisto. Naquele dia eu serei mais vivo do que nunca!”

Renomado pregador, o pastor Billy Graham faleceu às 8h da manhã desta quarta-feira, 21, (horário local), em sua casa, em Montreat, Carolina do Norte (EUA). A notícia foi confirmada por Jeremy Blume, porta-voz da Associação Evangelística Billy Graham, à CNN.

O evangelista estava com 99 anos e a saúde já bastante debilitada, conforme os próprios filhos haviam informado. Considerado um confidente pelos presidentes norte-americanos e um exímio orientador por evangélicos de todo o mundo.

O ministério Graham garante que nenhum outro evangelista na história pregou para mais pessoas que ele. Promoveu cruzadas evangelísticas em dezenas de países, levando a Palavra de Deus a mais de 215 milhões de pessoas, em 185 países, durante seis décadas de ministério.

Exerceu a função de capelão da Casa Branca para vários presidentes dos EUA. Lyndon Johnson, George W. Bush, Bill Clinton e, principalmente, Richard Nixon, respeitavam seus conselhos espirituais. Graham também se encontrou com dezenas de líderes mundiais e foi o primeiro pastor renomado a proclamar o Evangelho em países socialistas. Deus permitiu que visitasse soldados no Vietnã na época do Natal e fosse convidado para atravessar a “Cortina de Ferro” antes da queda do comunismo. Em 1973, realizou sua maior cruzada em Seul, Coréia do Sul, que atraiu mais de 3 milhões de pessoas.

História de Graham

Ao completar 99 anos, em novembro de 2017, e ser questionado pelo tamanho de sua obra e pelos milhões de admiradores em todo o mundo, afirmou ter sido ‘apenas um instrumento nas mãos de Deus’.

Quando Billy Graham tinha apenas 15 anos, seu pai e outros empresários em sua cidade natal, Charlotte, na Carolina do Norte (EUA), reuniram-se na fazenda de leite dos Grahams para orar pelo avivamento em sua cidade – pedindo especificamente que Deus levantasse algum cidadão local para pregar o Evangelho em todo o mundo.

Ainda em 1934, Billy Graham entregou sua vida a Jesus Cristo, depois de ouvir uma pregação do evangelista itinerante Mordecai Ham. Ao se formar no ensino médio, escreveu em seu anuário: “Minhas esperanças e planos para o futuro são servir a Deus e fazer Sua vontade como ministro do Evangelho”.

Foto: Getty Images

Foi a Cruzada de Los Angeles de 1949 que trouxe este evangelista de uma fazenda para o público, quando ele tinha 30 anos. Os cultos que estavam agendadas para acontecer em uma tenda durante três semanas duraram mais de oito semanas, enquanto as multidões continuavam a preencher uma gigantesca barraca de lona, noite após noite. Ao final da temporada, Billy Graham já tinha pregado para mais de 400 mil pessoas.

Graham pregava para multidões

E com os passar dos anos, pregou o Evangelho para mais pessoas em público ao vivo do que qualquer outro na história – quase 215 milhões de pessoas em mais de 185 países.

“Não sou um grande pregador e também não pretendo ser um”, disse ele uma vez. “Eu sou um pregador comum, apenas compartilhando o Evangelho e dando o meu melhor para isso”.

 

 

Momentos marcantes da vida de Graham

Leia mais

Aproveite as promoções especiais na Loja da Comunhão!