Pastora Damares no Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos

Foto: Valter Campanato/Agência Brasil .

Advogada e pastora evangélica, futura ministra é assessora do senador do PR desde 2015. Segundo o futuro chefe da Casa Civil, o novo ministério ficará responsável pela gestão da Funai.

A advogada e pastora Damares Alves assumirá o Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos. O nome foi anunciado nesta quinta (6) pelo ministro extraordinário da transição, Onyx Lorenzoni, confirmado para a Casa Civil.

Assessora do senador Magno Malta (PR-ES) desde 2015, Damares vai comandar a pasta que será criada no governo de Jair Bolsonaro, a partir de janeiro.

O novo ministério também vai agregar ainda Fundação Nacional do Índio (Funai), responsável pela demarcação de terras indígenas e políticas voltadas para esses povos.

Com o anúncio, a equipe ministerial já conta com 21 ministros. Segundo Onyx Lorenzoni, o presidente eleito continua refletindo sobre a escolha para o Ministério do Meio Ambiente, a última pasta a ter o titular definido.

Apoiada por líderes evangélicos, Damares Alves afirmou que terá como prioridade as políticas públicas para mulheres. Segunda ela, o objetivo é avançar nas metas que ainda não foram alcançadas e propôs um pacto nacional pela infância.

“A pasta é muito grande, muito ampla e agora a gente está trazendo para a pasta a Funai. Nós vamos trazer para o protagonismo políticas públicas que ainda não chegaram até às mulheres, e às mulheres que ainda não foram alcançadas pelas políticas públicas.”

E já destacou como prioridade, a “mulher ribeirinha, a mulher pescadora, a mulher catadora de siri, a quebradora de coco. Essas mulheres que estão anônimas e invisíveis, elas virão para o protagonismo nessa pasta”, disse.

*Da redação com informações da Agência Brasil.


Leia mais

Funai pode ser mantida no Ministério da Justiça, diz Moro
Moro anuncia Secretaria de Operações Policiais Integradas
Bolsonaro confirma nome de ministro para Minas e Energia
“Embaixada brasileira será transferida para Jerusalém”, diz Eduardo Bolsonaro

Aproveite as promoções especiais na Loja da Comunhão!