Ministério com surdos expande na Angola

Foto: Reprodução/JMM

O Ministério com Surdos na Angola começou em 2004, na Igreja Batista do Calvário, na cidade do Huambo.

A partir da Igreja Batista do Calvário, com o apoio dos batistas brasileiros, uma escola inclusiva foi criada há 14 anos, a Escola Pamosi. O Ministério com surdos foi implementado em 13 igrejas em quatro províncias (estados). Cerca de 60 irmãos surdos já foram batizados e muitos estão sendo discipulados.

“Ao longo destes 14 anos, os frutos colhidos têm alegrado o nosso coração”, declarou a missionária Rosângela Teck, que atua na Angola.

Entre os primeiros surdos batizados e discipulados está o Francisco Cassinda Epamba. Ele converteu-se e logo começou a evangelizar e a discipular outros jovens surdos. Após alguns anos, Epamba passou a estudar no seminário. Por causa de seu empenho, ele foi aceito como missionário da terra de Missões Mundiais.

Epamba concluiu o curso de Bacharel em Teologia e, no mesmo dia de sua formatura, em 16 de dezembro de 2018, Francisco foi ordenado como pastor. Ele estará trabalhando juntamente com o Pr. Sabino Teck, na Igreja Batista do Calvário.

Francisco é casado há um ano com a Angelina (também surda) e o casal já tem uma filhinha. Juntamente com Francisco, quatro outros irmãos surdos também se formaram no Curso Médio em Teologia e são obreiros em suas igrejas locais.

“Nossa oração é para que Epamba continue fazendo um ministério que glorifique a Deus e que seja usado pelo Pai para continuar a alcançar surdos para Cristo. Obrigada, porque esta vitória é de Jesus e Ele usou a você e a nós que estamos nos campos para que o primeiro pastor surdo na Angola pudesse ser ordenado. A Deus toda a glória!”, declarou a missionária.

*Com informações da Junta de Missões Mundiais.


leia mais

Angola – Duas mil igrejas cristãs já foram fechadas
“Nada a perder” é sucesso na Angola
Brasileiro salvou crianças de fome na Angola

Aproveite as promoções especiais na Loja da Comunhão!