Katsbarnea lança o álbum “A Carne e o Sangue”

A banda de rock Katsbarnea lançou seu novo trabalho de inéditas, cujo título é "A Carne e o Sangue". O álbum foi disponibilizado nas plataformas digitais, sendo o terceiro trabalho ao vivo do grupo

Gravado ao vivo, disco soma regravações e inéditas.

A banda de rock Katsbarnea lançou seu novo trabalho de inéditas, cujo título é “A Carne e o Sangue”. O álbum foi disponibilizado nas plataformas digitais, sendo o terceiro trabalho ao vivo do grupo.

Gravado na Arena Renascer, em São Paulo, em 16 de abril de 2016, “A Carne e o Sangue” reúne músicas do mais recente disco inédito do conjunto, Eis que Estou à Porta e Bato (2013), faixas de quase todos os álbuns do grupo, além da inédita “Mulher + Q. V.”

“Mulher +Q. V.” foi gravada com a participação da cantora e pastora Camila Campos, que é vocalista da banda Sonnia. A música é um tributo ao Mais que Vencedoras, uma iniciativa focada em mulheres. O projeto é desenvolvido pela Igreja Renascer em Cristo, instituição presidida pelo casal Sônia e Estevam Hernandes.

A faixa-título do álbum, “A Carne e o Sangue”, é uma regravação de uma das canções do álbum solo mais recente de Paulinho Makuko, 12, lançado em 2005. Na época, a música chamava-se “Monte Caveira” e era uma das músicas de trabalho do cantor e compositor baiano.

As demais canções concentram hits como “Extra”, “Apocalipse Now” e “Gênesis”. Estas canções foram escritas pelo ex-vocalista e fundador da banda, o cantor Brother Simion que, em 1999, decidiu investir na carreira solo, já consolidada, e encerrou as atividades do grupo. No mesmo ano, a banda acabou voltando à ativa, com Makuko como vocal. Desde então, Paulinho é o líder do conjunto.

Outras canções escolhidas para o álbum são de autoria de Makuko e estão presentes em A Tinta de Deus, lançado em 2007. São faixas como “Perto de Deus”, “Seu Doutor” e “A Tinta de Deus”. As canções do disco de inéditas mais recente do quarteto, Eis que Estou à Porta e Bato, também são autorais.

A atual formação do Katsbarnea, estável desde 2013, é de Paulinho Makuko (vocal e guitarra), Jeff Fingers (guitarra), Moisés Brandão (baixo) e Marrash (bateria), este último filho primogênito do vocalista. Apesar de ter deixado a banda duas vezes, Makuko é o único integrante remanescente da formação original.