Tragédia em Linhares: membros da Igreja acreditam na inocência de pastor

Placas da igreja foram removidas. Foto: Reprodução Web

Desde o dia 28, com a prisão do pastor George Alves, Igreja Batista Vida e Paz está fechada para cultos.

Com o fechamento da Igreja, os cultos estão sendo realizados nas casas dos próprios membros, no esquema de revezamento. Muitos estão com medo de retaliações e preferem o silêncio.

“Nós não deixamos de nos reunir como igreja desde que aconteceu a tragédia, pelo contrário, estamos unidos. E estamos revezando os encontros entre os membros para não deixarmos de realizar os cultos”, declarou um dos integrantes da denominação Batista Paz e Vida que preferiu não se identificar.

A Igreja chegou a sofrer depredações na semana passada e, por isso, a placa de identificação foi retirada. Um boletim de ocorrência foi registrado na delegacia da cidade e a polícia investiga o caso, mas ainda não se sabe a autoria das depredações.

Os irmãos, Joaquim, 6 anos, e Kauã, 3 anos, foram enterrados nesta quinta-feira (11), no Cemitério em Linhares (ES). Amigos e familiares prestaram a última homenagem. O pastor George, pai e padrasto das crianças, não compareceu no sepultamento a pedido da advogada por . E a mãe, Juliana Salles chegou escoltada da polícia, ficou desesperada e até passou mal.

“Foi  uma tragédia, muito triste a morte das crianças. Mas nós sabemos que tudo tem um propósito de Deus. Eu prefiro não debater diante de tantas especulações. Vou continuar sendo membra porque é Deus que vai me levar para o céu e não homens. Mesmo assim, nos acreditamos na inocência do pastor George”, concluiu.


Leia mais

Enterro dos irmãos mortos em Linhares (ES)
Pastor é preso em Linhares pela morte das crianças
Caso de Linhares – Delegado desmente áudio de confissão

Aproveite as promoções especiais na Loja da Comunhão!