A informática na gestão dos Templos

Foto: Reprodução

Os softwares são uma forma mais prática e dinâmica de manter o membro ligado em tudo que acontece na igreja.

Por muito tempo a fé evangélica no Brasil estava restrita a um número muito pequeno de famílias, mas que hoje ganhando mais adeptos. Números do IBGE apontam que hoje 45 milhões de pessoas consideradas evangélicas.

E essa imensa multidão procura uma igreja para congregar. O resultado disso é o aumento do número de igrejas evangélicas e o membros nas instituições religiosas consideradas tradicionais. Por conta desse crescimento, é preciso ter um controle dos membros através de um sistema de gerenciamento que é feito através da informática.

As facilidades da informática permite aos pastores, dirigentes e gestores uma visão crítica e realista sobre a sua membresia, suas receitas, despesas e possibilidades de investimento, ajuda na tomada de decisões. Além disso fortalece o crescimento e o relacionamento com os próprios membros, colaboradores e fornecedores.

Para ajudar na gestão, projetos realizados, controle financeira e cadastro de membros, a Igreja Missão Praia da Costa, em Vila Velha (ES) usa um software específico há 15 anos. O sistema controla todo o funcionamento administrativo da instituição.

“Isso é uma necessidade para as igrejas do país. Nós usamos e recomendamos pois nos dá um controle de tudo o que estamos realizando. O que vem ocorrendo nos últimos anos, com a popularização dos APPs para equipamentos Mobile, é o surgimento de diversos Aplicativos que visam conectar o membro com sua igreja”, explicou o pastor Rogério Breder, responsável pela administração da igreja.

Igreja Conectada

É uma ferramenta que permite gerenciar todos os setores de uma igreja com o objetivo de gerar informação de forma rápida e segura. É uma espécie de multiplataforma que pode ser executado em qualquer dispositivo que tenha acesso a internet.

O software foi pensado especificamente para Igrejas, que proporciona um gerenciamento completo das informações financeiras, membresia, evangelísticas, comunicacionais e outros.

“As igrejas devem investir nestas ferramentas pois, já é, e será de agora em diante, a forma mais prática e dinâmica de manter o membro ligado em tudo que acontece na igreja. Além de estabelecer um canal rápido de comunicação com o envio de devocionais, estudos, palavras pastorais, agendas, contribuição, acesso a vídeos de mensagens”, explicou o pastor Rogério.

Além da igreja, vários seminários teológicos do país já adotaram o sistema como ferramenta de comunicação e organização. “É uma experiência na modernização da gestão pedagógica, financeira e patrimonial. É certo que ainda há um caminho a percorrer de toda uma moderna estrutura organizacional. Os ganhos já alcançados projetam”, disse Lyncoln Pereira de Araújo, do Seminário Teológico batista do Norte do Brasil.

“Esses sistemas são uma bênção e o grande diferencial é poder ajustá-lo para a nossa realidade”, complementou o pastor Gilmar, do Seminário Teológico Batista do Nordeste.


Leia  mais

A igreja conectada na terra, mas desconectada com o Céu
Igreja Conectada

Aproveite as promoções especiais na Loja da Comunhão!