Do mundo crime para a obra missionária

Foto: Facebook

Após passar pela vida do crime, o conferencista Adenilton Dantas se render à Cristo e se torna um missionário.

Adenilton Dantas tinha apenas 13 anos quando começou no mundo do crime. Começou com uma brincadeira, um assalto a mão amarda.

“Eu fazia parte de uma turma de jovens da mesma idade que queria ter dinheiro. Agente ficava conversando e vendo os traficantes, por isso resolvemos praticar assalto a mão armada. No início era uma diversão muito grande, mas as coisas foram criando proporções.

A polícia começou a ir atrás e a investigar. Nós estávamos em meio a uma guerra enorme , mas ainda estávamos pensando que tudo é uma grande diversão”, contou durante o programa Noite & Cia, da Rede Super de Televisão.

Mas os crimes foram aumentando. Em um deles, chegou a perder o irmão. “Nós começamos a fazer roubos mais sérios. Começamos a entrar em uma guerra de tráfico e por isso que não podíamos mais sair de qualquer forma, precisávamos ficar vigiando a todo tempo. Aos 24 anos, no dia 21 de dezembro de 2001, subi até a parte de cima da favela trocar tiros com os meninos de lá”, disse.

Na prisão, ele conheceu a Cristo e resolveu ser missionário.

Assista


Leia mais

O evangelho por trás das grades
Ex-presidiárias voltam aos presídios para falar do amor de Deus
Artista troca country por evangelismo em presídios
Missão sobre duas rodas. O Ide de moto

Aproveite as promoções especiais na Loja da Comunhão!