Gilmar Mendes solta três investigados da Lava-jato

Foto: Ueslei Marcelino/ Reuters

Gilmar Mendes manda soltar três investigados da Lava-Jato do Rio

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), mandou soltar três executivos presos no começo de julho durante a Operação Ressonância, um dos desdobramentos da Lava-Jato no Rio de Janeiro. Ação tem foco no setor de saúde.

Daurio Speranzini Junior, executivo da GE e ex-executivo da Philips; Miguel Iskin, da Oscar Iskin; e Gustavo Stellita, sócio de Iskin em outras empresas. Apesar de terem sido soltos, eles terão que cumprir apenas duas medidas restritivas. Estão proibido de manter contato com os demais investigados por qualquer meio. Não poderão deixar o país e terão que entregar o passaporte em até 48 horas.

As prisões foram decretadas pelo juiz federal Marcelo Bretas. E foi um pedido do Ministério Público Federal (MPF). No caso do executivo da GE, os investigadores disseram que foi apreendido na sua residência um dossiê referente a Israel Masiero, ex-funcionário da Philips que denunciou um esquema de cartelização no Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia (Into). Isso indicaria que Speranzini poderia pôr em risco a investigação. Um outro documento, de 2016, mostraria a contemporaneidade dos fatos, justificando a prisão neste momento.

Investigados soltos

Ao todo, o ministro Gilmar Mendes já determinou a soltura de 37 investigados da Operação Lava Jato no Rio de Janeiro e de seus desdobramentos. As liberdades foram concedidas entre abril de 2017 e esta terça-feira (07).

Veja os investigados que foram soltos
Flávio Godinho
Eike Batista
Jacob Barata Filho
Lélis Teixeira
Octacilio de Monteiro
Claudio de Freitas
Marcelo Traça
Eneas Bueno
Dayse Neves
Rogério Onofre
David Augusto
Miguel Iskin
Gustavo Estellita
Marco Antônio de Luca
Sérgio Côrtes
Orlando Diniz
Milton Lyra
Ricardo Rodrigues
Marcelo Sereno
Carlos Pereira
Adeilson Telles
Marcelo Martins
Arthur Pinheiro Machado
Marcos Lips MARCOS LIPS
Carlos Martins
Sandro Lahmann
Cesar Monteiro
Sergio da Silva
Hudson Braga
Paulo Sergio Vaz
Athos Albernaz
Rony Hamoui
Oswaldo Prado Sanches
Antonio Albernaz
Roberta Prata
Marcelo Rzezinski
Daurio Júnior

*Com informações de O Globo


Leia mais

Eike Batista é condenado a 30 anos pela Lava Jato
Deltan afirma que busca justiça à frente da Lava Jato

Aproveite as promoções especiais na Loja da Comunhão!