George é indiciado por mais um homicídio

Georges depôs na CPI dos Maus tratos, no Senado Federal. Foto: Reprodução Web

Uma mulher procurou a polícia para denunciar o crime. Além de estar preso pela morte dos dois filhos em abril, George Alves foi indiciado por mais um crime.

Acusado de abusar e matar o filho Joaquim, de 3 anos, e o enteado Kauã, de 6, George Alves foi indiciado por mais um estupro em Linhares (ES). Segundo informou o G1ES, o crime, que teria acontecido em 2015 só tornou público agora. A vítima, que é uma mulher resolveu denunciar após a repercussão do caso dos irmãos.

Mas a defesa de George contestou acusação. Para a polícia, os advogados alegaram que a acusação “usa a mídia para criar uma culpa inexistente”. O inquérito já foi concluído pela polícia na última quarta-feira (4). E foi encaminhado ao Ministério Público do Espírito Santo.

George e a esposa, Juliana Salles estão presos. Ele está desde o dia 28 de abril, alguns dias após o crime. Já Juliana foi presa no dia 20 de junho em Ipatinga (MG). Os irmãos Kauã e Joaquim, de 6 e 3 anos, morreram carbonizados em um incêndio em Linhares, no dia 21 de abril.

*Com informações do G1 ES


Leia mais

Caso Linhares – manifestação por justiça marcam 2 meses
Caso Linhares – depoimento de pastor será investigado
Linhares – Igreja de George terá novo pastor
Linhares – Polícia diz que “pastor” matou filho e enteado
Enterro dos irmãos mortos em Linhares (ES)

Aproveite as promoções especiais na Loja da Comunhão!